Sare Drogarias - Facebook

Má alimentação pode agravar crises de enxaqueca


05/11/2012 - Autor:

Segundo a Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBCE) , para cada homem com dores agudas na cabeça, há 3 mulheres afetadas pela enxaqueca, a mais terrível de todas elas. A enxaqueca pode ser caracterizada como uma doença neurológica e crônica, com diversas causas, entre elas a predisposição genética. O problema, geralmente, tem início na infância ou na adolescência e pode acompanhar a pessoa por toda a vida. O incômodo pode durar de 4 a 72 horas, trazendo sensações de dormência em membros do corpo, náusea e visão embaçada.

Jejum prolongado, bebidas alcoólicas e o consumo excessivo de café são listados como os maiores vilões para quem tem predisposição à enxaqueca. Beber muito refrigerante diet (que contém diferentes adoçantes artificiais) e temperar a comida com glutamato monossódico são outros fatores que contribuem para o surgimento das dores.

As estimativas apontam que quatro ou cinco xícaras de café contenham 200 mg de cafeína, que é a quantidade máxima permitida para um adulto. O grande problema está em beber várias xícaras ao longo do dia, pois a soma dessas pequenas doses gera maior propensão para dores de cabeça, irritabilidade, ansiedade e insônia.

Os maus hábitos alimentares geram um desequilíbrio químico no organismo e, após certo tempo, os remédios param de surtir efeitos. Por tanto, mantenha a dieta balanceada, evite o hábito de fumar e de tomar café em excesso. Vale ressaltar que a cafeína não é só encontrada no café, mas em refrigerantes à base de cola, chá mate e até no chocolate.

Alimentos que ajudam no combate à enxaqueca:

• Kefir, leites fermentados e iogurte integral
O kefir é um grão rico em microrganismos vivos, como os lactobacilos, por exemplo. Deve ser cultivado em leite ou água. Não é vendido em supermercados, mas pode ser encontrado em farmácias manipuladas.

• Azeite de oliva e óleo de pequi
Combatem inflamações e podem ser consumidos em pratos frios, como saladas, por exemplo. Evite aquecê-los ou consumir em excesso. Quando expostos à altas temperaturas, perdem seus valores nutricionais.
 
• Frutas, verduras e legumes
São ricos em vitaminas, minerais e fibras, ingredientes fundamentais para o equilíbrio hormonal e também, para o bom funcionamento do metabolismo.

• Peixes
A principal fonte de ômega-3, com propriedades antiinflamatórias.

Exercícios físicos como yoga e caminhadas ao livre também ajudam a amenizar e combater os sintomas da enxaqueca. A caminhada ajuda a aumentar o fôlego, corrigir a postura e desenvolver a autoestima. Já a prática de yoga libera endorfinas e outras substâncias que agem como analgésicos naturais e aliviam dores agudas.

Por: AgComunicado