"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Dicas para aliviar cólicas menstruais


06/03/2016 - 23:00:00 | 412
 
 

As cólicas são uma das principais queixas das mulheres durante o período menstrual. Embora algumas mulheres sintam apenas um leve desconforto, outras apresentam sintomas como náusea, cefaleias, diarreias e mal-estar, além da dor abdominal.  

Muitas mulheres recorrem a analgésicos para aliviar o incômodo. Contudo, a automedicação não é indicada e o uso prolongado de medicamentos sem prescrição pode ser extremamente prejudicial `a saúde.

Conheça algumas alternativas para amenizar a cólica menstrual sem o risco de efeitos colaterais:

Água quente: Um banho quente pode ser um excelente analgésico. Além de relaxar a musculatura, a água quente na região abdominal aumenta a circulação sanguínea, o que pode aliviar a dor. Uma bolsa térmica com água quente sob o abdômen também pode ajudar.

Exercícios físicos: Apesar de não sentir vontade de se exercitar no momento da dor, é importante fazer um esforço e se movimentar. O exercício estimula a liberação de endorfina, que é uma substância produzida pelo cérebro, considerada um analgésico natural, que além de aliviar a dor, também proporciona sensação de bem-estar.

Chás: O chá de gengibre e canela possui excelente propriedade antiinflamatória e analgésica, sendo uma boa opção para aliviar a cólica. Chás de camomila, Hortelã e Erva-cidreira também podem ajudar, devido a sua propriedade calmante.

Massagens: O movimento das mãos na região abdominal auxilia o relaxamento dos músculos e ativa a circulação sanguínea, o que pode reduzir a dor.

Evite o estresse: situações de estresse e ansiedade podem afetar o sistema nervoso e aumentar a dor.

Evite cafeína e alimentos gordurosos: a cafeína é um estimulante natural, que aumenta a produção de hormônios que causam a contração do útero, o mesmo ocorre com alimentos ricos em gordura.

A cólica é um sintoma comum durante o período menstrual. Contudo algumas doenças graves podem se manifestar como uma simples cólica, o que dificulta um diagnóstico precoce. Dessa forma, é de extrema importância consultar o seu ginecologista regularmente.