Seja bem vindo a Online Farma!

Bastante presente nas práticas da Medicina Ayurvédica, a Shatavari tem sido cada vez mais procurada por aqueles que procuram tratamento alternativo para diversos problemas de saúde, desde infertilidade a ansiedade e diabetes. Nativa da Índia, é tradicionalmente utilizada no tratamento de problemas como infertilidade, disfunção erétil e outros problemas comuns em ciclos menstruais, como cólica e TPM, e na menopausa. Sobretudo, conhecida como a “planta da fertilidade” e como aspargo indiano, pode ter o seu nome traduzido como “aquela que pode ter cem maridos”, justamente pela referência aos seus efeitos significativos que apresenta especialmente na atividade hormonal e reprodutiva das mulheres, como aumento de estrogênio e até mesmo da libido.

As poderosas propriedades da rainha das ervas não apenas são importantes para o sistema reprodutor feminino, mas também masculino. Há centenas de anos, a Shatavari é utilizada como fonte de vitalidade para homens com disfunção erétil, para o tratamento de espermatorreia, favorecendo a produção de fluídos seminais saudáveis, além de ser um excelente afrodisíaco. 

Embora a Asparagus racemosus, como é chamada cientificamente, seja uma planta que apresenta folhagem, floração e até mesmo frutos, a sua parte mais importante é a raiz, muito semelhante a um tubérculo, de onde são extraídas as suas propriedades medicinais. Desde já, é importante lembrar que a Shatavari é utilizada não apenas para o tratamento de disfunções reprodutivas, mas também pelo fortalecimento do sistema imunológico, digestivo e até mesmo como tônico rejuvenescedor.

As propriedades medicinais da Shatavari

Primordialmente conhecida pelo seu uso no tratamento de problemas hormonais e reprodutivos, a Shatavari é também muito conhecida por melhorar as atividades adaptogênicas, atuando de forma normalizadora e tranquilizante. Dessa forma, pode reduzir sintomas físicos e mentais do estresse e proporcionar efeito neuroprotetor e calmante em seus usuários, melhorando suas funções mentais. Sendo assim, é uma importante aliada no tratamento da ansiedade.

Além disso, a erva também é empregada em diversos outros tratamentos, pois apresenta propriedades:

  • anti-inflamatórias, combatendo a febre, inflamações e tratando de doenças imunológicas;
  • antioxidantes, regulando a quantidade de radicais livres e, consequentemente, prevenindo o envelhecimento precoce;
  • antibacterianas, alcançada através do extrato alcoólico das suas raízes;
  • antiespasmódicas, aliviando gases intestinais, cólicas e diarreia;
  • citoprotetoras, fortalecendo a resistência da mucosa e auxiliando no processo de úlceras, assim como na melhora da digestão;
  • diuréticas, proporcionando o aumento da produção de urina e reduzindo a retenção de líquido no organismo;
  • antidiabéticas, ajudando na redução dos níveis de açúcar no sangue;
  • e antitussígenas, contribuindo para o tratamento da tosse e até mesmo bronquite.

Shatavari e seus muitos benefícios

Por conta da sua diversidade de componentes, a Shatavari é recomendada no tratamento de diversos problemas físicos e mentais. Entretanto, sua fama se dá ao uso comum pelas mulheres indianas no tratamento de problemas causados pelos ciclos menstruais, como cólica, alterações de fluxo, síndrome pré-menstrual e até mesmo ovários policísticos, e pela menopausa, como menstruação irregular e redução da libido.

 E, tratando-se de libido, a Shatavari é fortemente usada como afrodisíaco, trazendo aos seus usuários a tão desejada vitalidade. 

Do mesmo modo que a Shatavari pode ser usada para equilibrar as funções hormonais e no tratamento contra a infertilidade, também beneficia a gestação em toda a sua duração, proporcionando um útero receptivo e óvulos favoráveis à fecundação e, juntamente com isso, seus  constituintes químicos favorecem a produção de prolactina, hormônio muito importante na produção do leite materno.

Em sua extensa lista de aplicações, a erva é considerada no tratamento complementar da diabetes. Embora ainda não existam estudos que apresentem como os componentes da erva funcionam na manutenção do sangue, é sabido que o seu consumo estimula a produção da insulina, reduzindo os níveis de açúcar, sendo a Shatavari considerada, futuramente, uma importante aliada no desenvolvimento de novos tratamentos contra a diabetes. 

Ademais, a Shatavari é usada pela Ayurveda como meio para aumentar a atividade diurética do organismo, aumentando a produção de urina, contribuindo para a diminuição da retenção de líquido, causadora de inchaços, e, principalmente no funcionamento adequado dos rins, eliminando o sódio enquanto aumenta a concentração de magnésio na urina, importante aliado na prevenção da urolitíase – popularmente conhecida como pedras nos rins.

O consumo da Shatavari

Como mencionado anteriormente, o uso da Shatavari como tratamento complementar tem crescido muito nos últimos tempos – principalmente por conta da procura por tratamentos alternativos e naturais em contraposição ao uso excessivo de medicamentos. 

Dessa forma, tornou-se cada vez mais fácil encontrar a erva para consumo em lojas de produtos naturais online, farmácias de manipulação e em diferentes formas.

Na maioria dos casos, esta erva medicinal pode ser encontrada à venda o extrato concentrado da planta, principalmente em pó ou em cápsulas. Enquanto cápsulas, é aconselhado o consumo da erva duas vezes ao dia, ingerido acompanhado de água. Já em pó, pode ser diluído em água e sucos ou até mesmo em mixes de frutas e iogurte, podendo ser consumido três vezes ao dia.