"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

A Disfunção Erétil atinge também os homens jovens.


17/01/2013 - 23:00:00 | 901
     Os homens na faixa dos vinte e trinta anos geralmente estão no conhecido “pico sexual”. Porém, alguns homens com menos de quarenta anos podem sofrer com deficiências sexuais como disfunção erétil ou falta de desejo sexual. 
 
     Embora os problemas de saúde pré-existentes possam ser responsáveis, de acordo com especialistas a disfunção erétil em homens mais jovens são mais frequentes por motivos psicológicos. A disfunção erétil, ou impotência sexual, é a incapacidade de alcançar ou manter uma ereção. Para que o pênis fique ereto, ele deve ser estimulado por sinais nervosos que expandem os vasos sanguíneos do pênis, fazendo com que os mesmos sejam preenchidos por sangue.
 
     Alguns estudos realizados nos EUA mostraram que 18 milhões de homens têm disfunção erétil, e que a disfunção aumenta com a idade. A maioria dos homens com disfunção erétil tem mais de 65 anos, segundo o estudo da John Hopkins Bloomberg School of Public Health.
 
     Os fatores psicológicos que mais afetam os homens com menos de quarenta anos são: 
 
  • Ansiedade e desempenho sexual
  • Morte na família
  • Problemas financeiros
  • Homossexualidade
  • Diabetes
     Outros fatores como cigarro, depressão  e bebidas alcoólicas podem causar disfunção erétil em homens jovens. O baixo nível de testosterona é uma das maiores causas de impotência. Os especialistas recomendam mudanças no estilo de vida para evitar esses problemas com a sexualidade.
 
     Algumas medidas preventivas como evitar o uso de álcool e outras drogas, parar de fumar, reduzir o stress, dormir o suficiente e exercitar-se regularmente podem ajudar na prevenção.
 
     Existem diversos tipos de tratamentos para a disfunção erétil. Medicamentos naturais como o Tribulus Terrestris contribuem com o aumento dos níveis de testosterona, auxiliando para a ereção. Em alguns casos, medicamentos controlados e até mesmo procedimentos cirúrgicos são necessários para o tratamento. 
 
     O mais importante é que o homem procure ajuda e compartilhe do problema com um médico de sua confiança.