Televendas & SAC (11) 4224 4550 ou (11) 93802 - 7841

Acupuntura nas emoções dos órgãos internos


Por: Online Farma.

Segundo a medicina tradicional chinesa, todos os nossos problemas físicos e psíquicos, tem por origem o no desequilíbrio energético dos órgãos internos. Este desequilíbrio pode estar relacionado a hábitos, a fatores climáticos, meio ambiente, propensão pessoal e emoções como raiva, tristeza, ansiedade dentre outros.

Este é um assunto bastante vasto, impossível de ser abordado em sua totalidade num texto. Porém, visa contribuir para melhor compreensão dos nossos hábitos e importância de se cuidar, mudanças que aos poucos que melhoram nossa qualidade de vida, nosso equilíbrio interior para nossa vida externa.

Uma das teorias bases de tratamento da acupuntura é do equilíbrio entre órgão e vísceras, zang fu, são eles os cincos órgãos: fígado, coração, baço / pâncreas, pulmão, rim e suas vísceras correspondentes: vesícula biliar, intestino delgado, estomago, intestino grosso e bexiga. A acupuntura, é uma das técnicas terapêuticas para reequilibrar energeticamente através dos pontos de energias que situam se na superfície da pele que se ligam aos órgãos e vísceras. Afim de, se reestabelecer a harmonia interna.

Nossos órgãos e vísceras absorvem emoções positivas ou negativas e podem adoecer nas suas funções energéticas e posteriormente nas físicas, desestabilizando todo o nosso sistema de funcionamento interno, ou seja, a harmonia entre os órgãos e vísceras. Por exemplo, uma pessoa que teve uma grande perda pessoal, de um ente querido, seus pulmões irão absorver todo o sentimento de tristeza. Alguém que passou por uma situação de perigo, seu medo ira influenciar diretamente a energia dos rins. Esses órgãos e vísceras fazem parte de um todo, de um único organismo e são interdependentes entre si. Quando o pulmão, ou o rim, ou qualquer outro órgão for lesado, todo o sistema interno irá responder.

Das funções energéticas dos órgãos:

O coração:

O coração corresponde a nossa alegria e vitalidade. Ele domina os espirito, a ideologia e pensamento do homem.

“O coração é o monarca dos órgãos; ele domina as funções das várias vísceras, por isso quando a função do coração é forte e saudável, sob sua liderança unificada, todas as funções de vísceras estarão normais, o corpo estará saudável e o homem vivera uma vida longa, e em sua vida de muitos dias, não ocorrerá nenhuma doença seria. É semelhante a situação de um país, quando um monarca é sábio e capaz e todo trabalho nas várias províncias está em uníssono, o pais será prospero e poderoso; mas quando o monarca é estreito de ideias, isto é, quando a função do coração é insuficiente, as relações mutuas entre as vísceras num corpo estarão prejudicadas, o corpo sofrerá grande lesão que afetará a saúde e a extensão da vida. ” Princípios da medicina interna do imperador amarelo

Do pulmão:

O pulmão, absorve nossas tristezas. Durante a vida, todo mundo irá passar por tristezas, é importante reconhecer, aceitar, chorar. Chorar auxilia a energia do pulmão, traz um alivio.

Essa tristeza tem sua origem num sentimento de amor, ninguém fica triste ao que lhe é indiferente. Então, esse sentimento de tristeza deve ser transformado em amor, paz. Uma tristeza não trabalhada irá se refletir no mal funcionamento do órgão, gerando situações físicas ou psíquicas indesejáveis, que poderá ocorrer depois de anos, ou em mudanças de estações, como no inverno.

Do fígado:

O fígado absorve a nossa raiva. Momentos de raiva que passamos no dia a dia. A raiva acumulada, nos cria falsa sensação de controle do mundo externo, ficamos impulsivos. A energia do fígado é diretamente relacionada a da nossa mente, a qualidade dos nossos pensamentos. Equilibrar a energia do fígado nos ajuda em tomadas de decisões. Também auxilia nossos músculos e nossos olhos.

Do baço / pâncreas:

É diretamente relacionado ao pensamento. Na teoria zang fu, do equilíbrio entre órgãos e vísceras, ele relacionado ao estomago, logo com a nutrição, absorção de nutrientes do organismo.

Dos rins:

No rim, é armazenada a nossa energia ancestral ou vital, “jing”, a que herdamos no parto. Essa energia não poderemos repor durante a vida, por isso a importância de preserva-la. Essa energia é consumida nos excessos: trabalho, noites sem dormir, excesso de atividade sexual.

“ O rim está associado a agua, recebe e armazena a essência e energia que vem dos cindo órgãos sólidos e dos seis órgãos ocos. Por isso os rins somente podem espalhar a sua essência e energia ao corpo todo, quando os cinco órgãos sólidos e os seis órgãos ocos estiverem substancialmente cheios. ” Princípios de medicina interna do imperador amarelo

O rim é responsável pela qualidade do nosso envelhecimento, nossos ossos, a energia do rim determina inclusive o momento limite de ter filhos, tanto para os homens quanto para as mulheres. Ele retém as emoções de medo e trauma. Nele temos nossa vontades e desejos.

Nossos órgãos internos influenciam-se pelos nossos hábitos, por diversas situações do meio externo, absorvem estas formas de energia e refletem essa energia interna no exterior do nosso corpo, no nosso comportamento e nos nossos pensamentos. Como todos trabalham para um único organismo, quando um se desestabilizar irá influenciar nos outros, como uma empresa, se um funcionário não faz sua função, outro terá uma sobrecarga de trabalho e alguém não ter suas condições de trabalho completa, ou seja, todo o sistema será comprometido.

Por exemplo, pessoa extremamente ansiosa, com a mente extremamente ativa, impulsiva, dorme mal, tem dores musculares principalmente nas costas, essa pessoa está em desarmonia interna e isso vai influenciar na sua alimentação como falta ou excesso de apetite, no seu humor, nas suas atitudes, se não tratado, ela pode gerar um padrão ou ainda aumentar a desarmonia interna.

*textos extraídos do livro “Princípios de Medicina Interna do Imperador Amarelo” Bing Wang (Dinastia Tang)

Luciana Carneiro é terapeuta holística e acupunturista.

CRT 48310

Atende em São Paulo, na Pro Human

Rua Lucília de Queiroz 65

Tel.: 11 26730204

Cel.: 11 986956226