"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Alimentação saudável não é modismo, é saúde


12/06/2016 - 11:37:02 | 367

 

"AS PESSOAS RARAMENTE PENSAM SOBRE O QUE UM ALIMENTO FAZ EM SEU CORPO", ALERTA ESPECIALISTA

 

Será que uma dieta saudável que elimina do consumo as gorduras maléficas, os alimentos processados e o excesso de açúcar e sal, pode ser algo tão difícil de realizar? A alimentação saudável é a melhor maneira de manter a saúde e o bem-estar.

Ivana Becker, nutricionista com foco em recuperação da saúde por meio da dieta natural, explica que uma dieta viva (que consiste na ingestão de alimentos crus e orgânicos), facilita na desintoxicação e na regeneração do corpo, trata-se de uma dieta de baixo valor calórico e em relação às calorias, a especialista acrescenta:

“Hoje a indústria fala muito em calorias, as pessoas se preocupam muito com isso, só que elas desconhecem que existem boas calorias e más calorias, então a gente tem que se preocupar com isso, quando se está colocando más calorias no corpo, isso estará intoxicando e desnutrindo o organismo, isso estará fazendo com que o corpo trabalhe dobrado para expelir algo que ele desconhece, algo que não faz bem, que está sendo um agente tóxico no corpo.”

O artigo Dieta de Alimentos Crus orienta que em caso de alimentação viva, é importante que os alimentos sejam consumidos crus e que sejam de boa procedência, orgânicos. As frutas, legumes, nozes, sementes e grãos germinados, são alguns dos alimentos essenciais para quem deseja adotar este tipo de dieta e de estilo de vida. Outro alerta do artigo é o de que o alimento pode ser frio ou até mesmo estar em temperatura morna, mas que não exceda 118 graus, já que nesta temperatura, todas as enzimas presentes no alimento são perdidas, assim como boa parte dos nutrientes essenciais.

A especialista destaca que em casos de alimentação viva, a caloria é um conceito obsoleto e que a adoção dessa dieta melhora em 92% a atividade do sistema imunológico, melhora o fluxo sanguíneo, fortalece as artérias, reduz o índice de doenças coronarianas, é alcalinizante (mantém o pH no sangue equilibrado): “Ela promove a oxigenação celular, eleva a integridade energética e repara todos os sistemas físicos do corpo, possibilitando a reversão de doenças como a diabetes, câncer, depressão, doenças neurodegenerativas, doenças cardiovasculares e muitas outras”.

O depoimento Uma mudança de dieta curou meu câncer, publicado no jornal britânico Daily Mail, foi escrito por Jane Plant, uma mulher que viveu boa parte de sua vida sofrendo com câncer, tratamento e cirurgias e que teve a vida modificada por conta da adoção de mudanças alimentares. O marido de Jane é cientista e depois de voltar da China fez com que a esposa refletisse sobre a questão da pequena incidência de câncer de mama entre as mulheres chinesas (1 caso a cada 100 mulheres) e assim, chegaram à conclusão de que a dieta das chinesas era livre de laticínios, foi aí que Jane eliminou esse grupo de alimentos da dieta e percebeu incríveis mudanças em sua saúde, foi curada do câncer de mama que a acometia há anos.

Um dos pontos mais importantes do relato de Jane Plant é quando declara que o câncer é uma doença inteligente e que por isso, é fundamental que se adotem medidas inteligentes contra a doença, como a adoção de uma dieta alimentar saudável.

A nutricionista Ivana Becker explica que em caso de doença crônica degenerativa, tanto no Instituto Tree of Life, como no Instituto Hipócrates (ambos baseados nos cuidados por meio de hábitos alimentares saudáveis), os pacientes seguem uma dieta de baixo índice glicêmico, que compõem o que se chama de dieta curativa.

 

QUAIS ALIMENTOS COMPÕEM A DIETA CURATIVA?

 

A especialista destaca os alimentos que compõem a dieta curativa que são: todos os vegetais verdes folhosos, brotos verdes, algas, frutos não doces (tomate, pepino, pimentão, limão, abacate e azeitonas), azeite de oliva, óleo de coco, manteiga de cacau, amêndoa, macadâmia, castanha de caju, castanha-do-pará, noz chilena, noz pecan, semente de girassol, semente de chia, semente de linhaça, cacau (não recomendado para diabéticos), polpa de coco, spirulina, chrorella, blue-green algae, chás de ervas (sem cafeína), adoçantes naturais (estevia, xilitol e eritritol), probióticos (chucrute, queijos naturais fermentados com probióticos, vitaminas e minerais e sal não processado.

A médica explica que essa dieta de baixo valor glicêmico necessita ser seguida à risca, pelo tempo necessário e como os seres humanos são biologicamente diferentes, o tempo de cura de cada um também difere, mas em média, os resultados surgem de 3 a 6 meses:

“Essa lista de alimentos pode parecer extremamente restrita, mas as combinações que se pode fazer a partir dessa lista são infinitas e é possível o preparo de pratos extremamente saborosos e gourmets, essa dieta é 100% crua, não possui nenhum alimento processado ou cozido e visa manter o pH e a glicemia, o mais estáveis possível.”

A especialista ressalta que no Intituto Tree of Life, dos Estados Unidos, o Dr. Cousens (fundador do Instituto) tem obtido os seguintes resultados com o tratamento de apenas vinte e um dias: “diabetes tipo 2 (61% de reversão com pacientes não-insulino dependentes e 24% de reversão em pacientes insulino-dependentes), em casos de diabetes tipo 1 (21% de reversão). Esse percentual aumenta com o passar do tempo”.

Já o Instituto Hipócrates, que existe há sessenta anos, auxilia as pessoas a curarem-se de câncer:

“As pessoas raramente pensam sobre o que um alimento faz em seu corpo. Sugiro que cada um faça um teste, experimentem comer alimentos crus por uma semana, vejam os resultados por si mesmos.”

 

Dra. Ivana Becker - Nutricionista, com ênfase em auxiliar as pessoas a recuperarem a saúde de maneira natural. Atua com atendimento domiciliar, em casos de pessoas com algum tipo de doença instalada ou até mesmo em casos de desintoxicação ou desejo por emagrecimento. Atua dando aulas sobre alimentação viva para grupos e realiza consultoria para restaurantes. 

 

Fontes

Semav. Semana da Alimentação Viva.

Raw Foods Diet (Dieta de Alimentos Crus). WebMD: www.webmd.com/diet/a-z/raw-foods-diet

A change of diet cured my cancer (Uma mudança de dieta curou meu câncer). Daily Mail: www.dailymail.co.uk/health/article-171377/A-change-diet-cured-cancer.html