"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Aprenda a “decifrar” as informações do rótulo


04/11/2012 - 23:00:00 | 663

 

Na correria do dia a dia, é normal que nem passe pela nossa cabeça dedicar tempo para decifrar aquelas letrinhas pequenas nos rótulos dos alimentos. Porém, esta é uma atitude importante. Além do prazo de validade, é possível encontrar informações que dizem respeito aos benefícios de cada produto para a saúde e bem estar. Ler e entender os rótulos é fundamental para escolher alimentos saudáveis e que não prejudicam a saúde. 
 
A rotulagem dos alimentos é obrigatória em todo o país e regulamentada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). As informações nutricionais mostram a quantidade de nutrientes por porção, e essas porções, por sua vez, são determinadas com base em uma dieta de 2000 calorias. Confira as informações que devem estar no rótulo e seus significados:
 
• Origem / lote: indica por quem, quando, onde e por quem o produto foi fabricado.
• Conteúdo líquido: mostra em litros ou em quilos a quantidade total do produto.
• Lista de ingredientes: informa a composição do produto; os ingredientes em maior proporção aparecem primeiro;  
• Prazo de validade: indica até quando o produto pode ser consumido.
• Informação nutricional obrigatória: é constituída pela tabela nutricional dos ingredientes.
• Valor energético: é a energia que o corpo produz ao ingerir o alimento, que contém gorduras, carboidratos e proteínas. É geralmente expresso em calorias. 
• Carboidratos: principal fonte de energia para o organismo. 
• Proteínas: utilizadas na construção e manutenção dos tecidos do corpo. 
• Gorduras saturadas: são prejudiciais à saúde e quando ingeridas em excesso, podem aumentar a predisposição às doenças cardiovasculares.
• Gorduras trans: formadas no processo de hidrogenação industrial. Seu excesso contribui para o aumento do colesterol total, aumento do mau colesterol e redução do bom colesterol. 
• Gorduras totais: é a soma total das gorduras presentes no alimento. 
• Gorduras insaturadas: são as gorduras de origem vegetal. Possuem efeito antioxidante e ajudam a prevenir doenças cardiovasculares. O ideal é que representem mais de 20% das gorduras consumidas. 
• Fibra alimentar: é o componente de alimentos vegetais, não digerida pelo organismo. Atua no controle do peso e do nível de colesterol, no bom funcionamento intestinal e no controle dos níveis glicêmicos.
• Sódio: deve ser ingerido em quantidades moderadas, pois seu excesso pode predispor à hipertensão arterial. 
 
Por: AgComunicado