"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Benefícios da bambuterapia vão além do relaxamento


04/11/2012 - 23:00:00 | 3444

De origem francesa, a bambuterapia é, como o nome indica, uma técnica de massagem desenvolvida com o auxílio de bambus.  A massagem consiste em manobras realizadas com o bambu, de diversos tamanhos, e variam conforme a região do corpo. Ela pode ser usada para relaxar a musculatura, despertar ou recarregar as energias e tonificar ou modelar os tecidos do corpo.

Os bambus utilizados na massagem podem variar de tamanho e espessura, os mais finos são indicados para massagens modeladoras, o que por sinal, requer maior pressão por parte do profissional. Enquanto os bambus mais largos, são utilizados em massagens relaxantes, com manobras mais leves. Visam ativar a circulação e o aumento da vasodilatação.

A técnica visa estimular as glândulas para proporcionar um efeito drenante ou até mesmo redutor de gordura localizada e, dessa forma, evita ou reduz o surgimento de celulites.

As sessões duram, em média, 60 minutos. O ambiente costuma ser climatizado, ou seja, ao som de músicas suaves e com iluminação especial (meia-luz). Não é indicado fazer essa massagem com amadores, apenas o profissional poderá aplicá-la de forma correta em sentido, pressão ou velocidade. A massagem tem inícios nos pés e percorre todo o corpo, até ser finalizada no rosto.

O valor da sessão de bambuterapia varia atualmente entre R$ 50 e R$ 100 e  para obter resultados satisfatórios e “rápidos”, é recomendada a aplicação duas vezes na semana. Uma única sessão é considerada terapêutica, e a partir da quinta passa a apresentar efeito drenante. A massagem não promete efeito milagroso, mas pode ajudar na redução de medidas amenizando o inchaço de algumas regiões do corpo. Vale ressaltar que a terapia torna-se mas eficaz ao ser aliada a produtos cosméticos específicos para pele.

Contraindicações – Assim como as massagens modeladoras, a bambuterapia não é muito indicada para gestantes ou pessoas com doenças graves, como o câncer, por exemplo. Antes de dar início à terapia, deve-se fazer uma avaliação com um fisioterapeuta especializado na técnica ou com um esteticista profissional.

Por: AgComunicado