"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Caspa? Saiba quais os motivos e como evitá-las


04/11/2012 - 23:00:00 | 1744

 

Pelo menos uma vez por mês nosso coro cabeludo se renova provocando algumas descamações. A caspa aparece quando esse processo é mais acelerado e as células crescem fazendo a descamação acontecer com maior intensidade e aumentando o tamanho dos flocos provocados por ela.

Conhecida também como eczema, dermatite seborreia ou ermo, a caspa é um problema que atinge entre 2% a 5% da população. Apesar do seu aparecimento ser mais comum na cabeça, a caspa também surge nas sobrancelhas, face, região genital e nos homens peitos, costas e orelhas. Os sintomas são regiões avermelhadas que coçam e descamação da pele.

A caspa é causada por mais de um motivo podendo ser:

  • Excesso de lavagem ou falta dela
  • Uso excessivo de chapinha e secadores
  • Oleosidade do couro cabeludo
  • Temperaturas baixas.  Isso porque no frio costumamos tomar banhos muito quentes e isso provoca o ressecamento do couro cabeludo.
  • Stress: Sim, quando estamos estressados o sistema nervoso faz com que as células se dividam rapidamente causando a descamação do couro cabeludo.
  • Excesso de uso de química para o cabelo: Muita tintura, permanentes e alisamentos podem causar caspa.

Outros fatores como genética, cigarro, má alimentação, consumo excessivo de álcool e comidas gordurosas também influenciam no aparecimento da caspa.

A caspa não é uma doença,  muito menos contagiosa. É uma inflamação crônica do couro cabeludo . Existem vários estágios, o primeiro é quando não é perceptível a olho nu mas há coceira e descamação, o segundo quando já aparece sem mexer no cabelo e o terceiro é quando cai sobre a roupa sem mexer nos fios.

O tratamento contra a caspa consiste em uma boa alimentação, uso de shampoo e condicionador anticaspas pelo menos duas vezes na semana, passar cremes e condicionadores apenas nas pontas do cabelo, não usar secadores muito quentes próximos demais ao couro cabeludo e evitar água muito quente  ou muito fria, prefira a morna.  Para ter um diagnóstico e tratamento mais direcionado a dica é se consultar com um demartologista que irá identificar o grau e o tratamento exato para você tratar o problema.