"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Como o nome de alguém influencia a personalidade?


17/12/2016 - 00:02:39 | 290

Alguns cientistas britânicos realizaram um estudo para avaliar a ligação entre nomes e personalidade ou "destino", publicado em velho artigo da BBC. Sempre pensei sobre isso desde que eu era um adolescente. Na época me perguntava sobre a validade científica de cartões postais ou pastas que explicam os traços de caráter, sorte ou sucesso ligados a cada nome. Isso me parecia uma astrologia irracional. No entanto, certo dia me perguntei: Como você poderia sentir a mesma coisa sobre quem você é se você tivesse um nome diferente?

Eu tentei me imaginar sendo chamado por um nome diferente toda a minha vida desde a minha infância. Tentei sentir que diferença faria na maneira como me relaciono com os outros, ou na imagem que tenho de mim mesmo.

Ter um nome raro ou um muito comum deve ser uma experiência muito diferente. Com um nome mais raro, talvez a pessoa se sente mais original. Com um nome comum, é provável que tenha amigos (ou inimigos) com o mesmo nome, o que só poderia mudar a nossa percepção do ego associado com o nosso nome.

Mais importante ainda, viver com um nome que gostamos ou um que não gostamos tem consequências graves sobre a auto-confiança, felicidade ou a forma como nos relacionamos com os outros na sociedade.

Como os pais escolhem nomes de bebês?

Do ponto de vista psicológico, tenho observado que muitos pais nomeiam seus bebês em homenagem a uma pessoa que gostam particularmente. Isso pode ser um amigo, outro membro da família, eles mesmos, e cada vez mais por causa de uma celebridade. Na verdade, chamar uma criança do mesmo nome que o filho de um soberano tem sido feito durante séculos, pelo menos desde a Idade Média.

Outra tendência popular, especialmente durante o século 19 e início do século 20, foi o nome de crianças após personagens bíblicos. Nunca se perguntou por que João e Maria têm sido o nome mais comum na Europa Ocidental, pelo menos, por 700 anos? Isso ainda é extremamente comum nos países muçulmanos, onde um número desproporcionalmente alto de homens é chamado de Mohammed ou Muhammad.

Muitos asiáticos escolhem nomes do bebê baseados na significação dos caráteres (chineses), e na sorte associada com o número para todos os caráteres. No Japão, onde os personagens podem ser lidos de duas ou mais maneiras diferentes ("On" ou "Kun" leitura), às vezes acontece de algumas pessoas (geralmente homens) ter um nome que pode ser lido de duas maneiras completamente diferentes.

Nomes semânticos também são usados em países ocidentais. Algumas meninas recebem nomes de flores (por exemplo, Rosa, Margarida). Velhos nomes germânicos e gregos são tipicamente adjetivos compostos com atributos positivos, assim como caracteres chineses.

Outra maneira de nomear uma criança é apenas por selecionar um nome que soa bem aos ouvidos, independentemente do seu significado ou origem. Isso é cada vez mais comum hoje em dia.

Como os primeiros nomes influenciam nossas vidas?

De acordo com o artigo da BBC, alguns nomes acontecem de ser mais bem sucedido do que outros, alguns soam mais atraente, e alguns conferem mais sorte. Esta pode ser apenas uma observação estatística. A verdadeira psicologia por trás dos nomes é pessoal demais para ser generalizada dessa maneira.

No entanto, se alguém é chamado de Jesus (provavelmente um latino-americano), Abraham (provavelmente um norte-americano Judeu), ou Muhamed ( Maomé em Português), as chances são que eles se sentirão mais próximos da religião associada a esse nome como se tivessem um nome não religioso. Assim, alguns nomes têm um impacto psicológico que pode ser um pouco generalizado, embora a mentalidade individual, cultura e ambiente de um vai influenciar isso de várias maneiras, às vezes dando-lhe uma direção completamente diferente como poderia ter sido esperado.

A associação de uma pessoa famosa na história com o próprio nome (especialmente se não é tão comum) é capaz de ter um efeito psicológico sobre a pessoa, mesmo inconscientemente. Também pode ter um efeito sobre como outras pessoas vêem essa pessoa. Digamos que alguém tenha o nome de Vasco, se bem que é mais provavel que a pessoa será associada com o time do futebol Carioca do que com o famoso navegador Português. Isto é porque é um nome muito raro hoje em dia, e essa é a única associação que a maioria das pessoas terá com esse nome. Por outro lado, os nomes bíblicos são tão comuns que uma pessoa chamada David tem pouca chance de lembrar o Rei David, em oposição a dizer David Beckham, David Bowie, ou outras celebridades modernas.

Nossa imagem da atratividade ou do sucesso ligada a um nome é altamente influenciada pela família, conhecidos e celebridades. Celebridades também inclui históricas. Mas eu duvido que alguém chamado Luis  irá fazer você lembrar do Luís XVI da França.

 

A psicologia dos nomes é uma matéria complexa, que poderia ser estudada em toda a vida. Em última análise, o importante é que cada um de nós compreenda o que nosso nome significa para nós e as pessoas que encontramos na cultura e sociedade em que vivemos e como a imagem refletida por outros influencia nossa própria imagem de nós mesmos.