"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Comprovada a eficácia da acupuntura em tratamentos contra a dor


04/11/2012 - 23:00:00 | 706

A acupuntura é um tradicional braço da Medicina Chinesa que previne e trata patologias através da inserção de agulhas finíssimas de diferentes materiais, entre eles ouro, prata e aço inoxidável, em vários pontos do corpo. Ela é considerada como método complementar de tratamento, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, e é utilizada há milhares de anos no tratamento de diferentes patologias.  

Em 2010, pesquisadores alemães fizeram um estudo para determinar a eficácia deste método para o tratamento da dor. Eles utilizaram exames de ressonância magnética funcional, os quais possibilitam o monitoramento cerebral dos pacientes durante o tratamento. Os cientistas dividiram os participantes em dois grupos: um foi tratado com acupuntura e outro não. Os resultados indicaram a eficácia da acupuntura contra a dor. Os pesquisadores puderam perceber quais áreas do cérebro são diretamente ativadas durante a percepção da dor, sendo possível observar variações nessas áreas durante o tratamento com acupuntura.  A ativação das áreas do cérebro envolvidas na percepção da dor foi reduzida significativamente durante o tratamento de acupuntura.

Há pessoas que se dão com o tratamento e outras que não gostam. Não são todas as pessoas que gostam de ter agulhas inseridas em seu corpo. O tratamento não traz dor mas para quem tem hipersensibilidade à dor, como no caso dos fibromiálgicos, a acupuntura não é o método mais indicado. Pilates é o método ideal e que traz mais alívio às fibromialgias.

Higiene – As agulhas devem ser descartáveis e de uso único. Além disso, antes de atender o acupunturista deve higienizar as mãos e o local de inserção.

Logo após a sessão de acupuntura, há quem relate sonolência e sensação de relaxamento. E, ao contrário do que se pensa, há contraindicações. Não devem ser tratadas com acupuntura pessoas com fobia de agulha, febre alta, esgotamento físico, em estado de embriaguez ou com distúrbio psicológico grave, em jejum ou desnutridas, com qualquer problema de sangramento, em situações emergenciais ou com indicação para intervenção cirúrgica.

Por: AgComunicado