"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Esclarecimentos em torno do glúten e da gordura vegetal hidrogenada


18/05/2016 - 09:51:28 | 417

 

TERAPEUTA AYUVÉRDICO ESCLARECE IMPORTANTES QUESTÕES EM TORNO DAS SUSBSTÂNCIAS 

 

A matéria A polêmica do glúten, esclarece que o glúten presente no trigo seria o grande responsável pela obesidade no mundo, o que também possui ligação com o agravamento e surgimento de doenças crônicas não-transmissíveis. 

O terapeuta Ayuvérdico, Adriano Caceres relata que pesquisadores declaram que a dieta sem glúten está ligada à redução de gordura corporal, redução da inflamação e à resistência à insulina. Essa constatação leva a crer que uma dieta sem glúten possa ser utilizada no tratamento da obesidade e das desordens metabólicas: “Há um livro escrito por Willians Davis, médico, de nome traduzido para Barriga de Trigo, que mostra que o glúten está relacionado com distúrbios da obesidade, com alterações na tireoide, com alterações no metabolismo”.

A matéria Glúten: o que você precisa saber sobre a doença celíaca, sintomas e tratamento, destaca que os casos de intolerância ao glúten que têm se tornado tão frequentes, estão ligados a uma resposta imunológica a partir da ingestão dessa proteína presente no trigo, e como o glúten está presente na maior parte dos alimentos, a capacidade do organismo de defesa consequentemente se torna a cada dia mais enfraquecida. A única maneira de tratar de um caso de intolerância é retirando o glúten da dieta, o que se torna tarefa difícil, já que a maioria dos alimentos contém a proteína.

 

 O QUE PRECISA SABER SOBRE A GORDURA HIDROGENADA

 

O especialista esclarece que a gordura vegetal hidrogenada é uma invenção da indústria por dois motivo: aumentar a vida útil dos produtos nas prateleiras e baratear o custo de fabricação dos produtos alimentícios:

 

“E esse tipo de gordura é praticamente sinônimo de gordura trans, então mesmo que veja no rótulo de um produto 0% de gordura trans, mas encontre na composição daquele alimento a gordura hidrogenada, então é sinal de que o fabricante está mentindo, porque existe gordura trans naquele produto.”

 

O artigo Gordura Vegetal Hidrogenada: o seu veneno alimentar de cada dia, traz uma reflexão de que o consumo de gordura vegetal hidrogenada na dieta diária pode ser comparado ao envenenamento diário em pequenas doses.  Este tipo de gordura está presente em aproximadamente 90% do que é comprado em supermercados.

O terapeuta explica que as gorduras na natureza, são conhecidas como gorduras cis e estão presentes em alimentos como abacate, castanhas, está presente na gordura do azeite, entre outros, mas quando esses óleos vegetais passam pelo processo de hidrogenação catalítica, processo que envolve maquinaria de indústria, gera a gordura trans, que leva à mudança na conformação da molécula: “O problema em relação à gordura trans é que o nosso organismo não consegue metabolizar esse tipo de gordura por falta de enzima”.

 

 QUAIS OS EFEITOS NOCIVOS DO CONSUMO DA GORDURA VEGETAL HIDROGENADA?

 

O especialistas listou alguns do efeitos nocivos do consumo dessa substância.

A gordura trans perturba o comportamento do metabolismo dos lipídeos, do colesterol em particular, causando elevação da lipoproteína LDL;

Esse tipo de gordura causa um aumento nos casos de doenças cardíacas tanto em homens quanto em mulheres;

Altera as respostas imunológicas;

Aumenta os níveis de insulina;

Aumenta os ricos em casos de diabetes tipo2;

Reduz a quantidade de gordura do leite materno;

Aumenta a formação de radicais livres;

Aumenta o risco de câncer

O terapeuta alerta que as crianças deveriam ficar longe do consumo da gordura vegetal hidrogenada e chama à atenção para o fato de que um produto vegano não é necessariamente sinônimo de um produto saudável: “Você pode encontrar produtos veganos que têm gordura vegetal hidrogenada”.

O especialista destaca que é fundamental sempre estar atento ao que está escrito nos rótulos dos alimentos para evitar o consumo diário deste tipo de gordura.

 

 TEMPEROS COM PODER MEDICINAL

 

O artigo O efeito da canela na glicemia e sensibilidade à insulina, destaca que o consumo regular da canela favorece diretamente a sensibilidade à insulina e tolerância à lactose. A informação é destacada pelo especialista que acrescenta que a canela poderia estar relacionada à diminuição do risco de doenças como diabetes e até mesmo do mal de Alzheimer. Para o efeito terapêutico o recomendado é a ingestão de até 4 gramas de canela ao dia.

Outro alimento destacado pelo especialista para o controle do açúcar no sangue é o gengibre, que segundo estudos científicos, se for consumido um grama e meio do alimento ao dia, pode melhorar a saúde dos diabéticos: “Vejam que a inclusão de apenas um alimento funcional pode salvar a vida de uma pessoa”.

Como é a sua dieta diária? Costuma prestar atenção nos rótulos dos alimentos? 

 

 

Adriano Caceres é Graduando em Nutrição e Terapeuta Ayurvédico

 

Fontes

Semav. Semana da Alimentação Viva.

A polêmica do glúten. Super Interessante: super.abril.com.br/ciencia/a-polemica-do-gluten

Glúten: o que você precisa saber sobre a doença celíaca, sintomas e tratamento. Online Farma: www.onlinefarma.com.br/noticia/gluten-o-que-precisa-saber-sobre-a-doenca-celiaca-sintomas-tratamento

Gordura Vegetal Hidrogenada: o seu veneno alimentar de cada dia. Uma outra visão: www.umaoutravisao.com.br/secoes/Alimentacao/gvhnovo.html

O efeito da canela na glicemia e sensibilidade à insulina. Fat New World: www.fat-new-world.com/2013/09/o-efeito-da-canela-na-glicemia-e.html