"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Estou emagrecendo sem querer - e agora?


17/10/2013 - 23:00:00 | 2152
 
 
Muitas pessoas que querem realmente emagrecer e não conseguem. Porém, outras perdem peso rapidamente sem precisar e sem saber as razões. Veja aqui o que pode estar acontecendo.
 
 
A má absorção: Quando uma pessoa, que se alimenta com a quantidade certa de alimentos e segue uma dieta equilibrada e variada, no entanto, apresenta problemas de magreza, a causa pode ser uma alteração da absorção de proteínas, vitaminas e gorduras nos alimentos. A má absorção de alimentos pode ser causada por certas doenças, as mais comuns são as seguintes: 
 
 
1 - A doença celíaca, ou seja, a intolerância ao glúten e alimentos em que esta substância está presente, como pão e massas, muitas vezes também pode causar diarreia severa. 2 - Doença de Whipple, que faz com que os depósitos de gordura no intestino delgado sejam alterados, em virtude da qual o alimento que chega não é absorvido, mas é excretado nas fezes.
 
 
A depressão: Muitas vezes, as pessoas que sofrem de depressão tendem a perder o apetite e a perder peso, abruptamente. Apenas em alguns casos, definida a depressão atípica, as pessoas tendem a ter uma enorme fome, um desejo por comida, principalmente de carboidratos (pão, massas). No entanto, a maior parte do tempo, a perda de interesse em relação à vida provoca uma rejeição dos prazeres da mesa e o desejo de comer adequadamente às necessidades do organismo é diminuído. 
 
 
O álcool: Pessoas que têm problemas com dependência de álcool ou que consumem grandes quantidades de álcool, facilmente perdem o apetite. Isso acontece porque as suas exigências de calorias já é suprido pela ingestão do álcool e como resultado já não se sente a necessidade de se alimentar com alimentos e refeições regulares.
 

A anorexia: Muitas vezes um resultado de distúrbios psicológicos ou nervosos, como anorexia, afeta principalmente as mulheres em períodos de suas vidas particularmente delicadas, como a adolescência ou a chegada da velhice. Esta doença leva as pessoas afetadas a recusar qualquer tipo de alimentação e alimentos durante longos períodos de tempo, resultando em perigo para todas as funções vitais do organismo humano.
 
 
Muitos hormônios: A perda súbita de peso pode, por vezes, ser causada pela disfunção da tiroide, que é responsável pela produção de hormonas responsáveis pela gestão de uma série de importantes funções metabólicas. Quando a glândula tireoide faz "muito", produzindo uma quantidade excessiva de hormônios, o corpo paga o preço. Este distúrbio, chamado hipertireoidismo, de fato provoca um aumento exagerado na atividade das células que formam o corpo, em virtude da qual são consumidas quantidades de proteínas, hidratos de carbono e lípidos muito mais elevados do que a normal. 
 
 
Como resultado, as pessoas que sofrem desta doença, por vezes, comem muito mais do que o normal, mas continuam a perder peso. Depois, há também um outro tipo de perda de peso associado com a produção incorreta de hormônios, causada pelo mau funcionamento de uma outra glândula que proporciona a produção de hormônios: a glândula adrenal. Esse distúrbio - também chamado de doença de Addison - é causado pela produção insuficiente de cortisol e adosterone, cuja deficiência provoca ao corpo uma falta de apetite e vômitos.