"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Fibras são essenciais para tratar a prisão de ventre


04/11/2012 - 23:00:00 | 532

Constipação, prisão de ventre, intestino preso, obstipação. Os nomes variam, mas referem-se ao mesmo problema de saúde: mau funcionamento do intestino. Se não estiver relacionado a nenhuma doença, é possível que a causa sejam os maus hábitos de alimentação, ou ainda reflexo do consumo reduzido de fibras e água e exagerado de gorduras e açúcares.

A redução no número diário de evacuações em intervalos maiores a 48 e 72 horas leva a uma maior absorção de água pela mucosa intestinal, ao endurecimento das fezes e, consequentemente, maior dificuldade para a passagem pelo reto.

Acrescentar à dieta alimentar uma maior quantidade de fibras ajuda a melhorar essa situação. As fibras correspondem àquela parte dos alimentos que não é digerida, mas absorvida pelo organismo para produzir energia. Além de acelerarem a passagem dos alimentos residuais pelo organismo, elas absorvem as toxinas e ajudam a manter o trato gastrointestinal saudável.

Segundo seu grau de solubilidade em água, as fibras são classificadas em:

Solúveis: encontradas nas verduras, frutas, cereais (aveia) e leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico). Facilitam o trânsito intestinal, ajudam a desenvolver a mucosa intestinal, aumentam a tolerância à glicose e auxiliam na redução das taxas do colesterol total, entre outras atribuições.

Insolúveis:  encontradas, principalmente, nas verduras, farelo de trigo e grãos integrais. Ajudam a aumentar a frequência do número de evacuações  e ativam a proteção contra infecções bacterianas, entre outras funções.

A indústria da alimentação disponibiliza aos consumidores os suplementos alimentares, em diversas versões e sabores. Muitos deles são ricos em fibras.

A falta de exercícios e até problemas emocionais podem levar à constipação. É mais seguro adotar uma dieta alimentar sob o acompanhamento de um nutricionista, já que a ingestão de fibras tem que ser feita de acordo com a idade e o estado fisiológico da pessoa, como gravidez ou presença ou não de alguma doença.


Por: AgComunicado