"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Hoje é dia de circo!


04/11/2012 - 23:00:00 | 702

 

Agora os amantes do teatro e de outras artes que não gostam de frequentar academias e passar horas fazendo exercícios convencionais não têm mais desculpa. As aulas de circo podem fornecer todos os benefícios dos exercícios de academia, como emagrecer com saúde, além de estimularem a saúde mental. 
 
Os exercícios praticados na arte circense demandam equilíbrio, resistência, força e muita concentração, sempre respeitando os limites individuais. Todos trabalham várias partes do corpo, com focos específicos. O trapézio, por exemplo, exercita mais a força dos braços; a cama elástica trabalha bastante os músculos das pernas; já o “tecido” (exercício no qual a pessoa enrola os braços e pernas em um pano para movimentar-se a certa altura) trabalha fortemente o abdome e os músculos dos membros inferiores e superiores. 
 
As aulas de circo contribuem para a manutenção da boa forma e das funcionalidades físicas, combatem a obesidade, ajudam no controle da pressão arterial e aumentam os níveis do bom colesterol – o que consequentemente reduz a predisposição às doenças cardiovasculares. Além disso, beneficiam a saúde óssea e previnem a osteoporose. 
 
Assim como qualquer outro exercício físico, as aulas de circo devem ser orientadas por profissionais experientes. Além das escolas especializadas na área, existem academias que adotam a prática. As aulas duram em média 1h30, com frequência de dois dias por semana. Independente do tipo de exercício, os primeiros 20 minutos de cada aula são dedicados ao alongamento (para aquecer o corpo), e os últimos dez são de relaxamento.  Após 6 ou doze meses (dependendo de evolução e interesse do aluno), podem acontecer com mais frequência. 
 
Como a maioria dos exercícios são de risco (em função de trabalhar nas alturas, como no caso do tecido), todos exigem a utilização de equipamentos de segurança e uma proteção no chão com  colchões.
 
Na hora da prática, deve-se sempre respeitar os limites e agir com bom senso. A prática desregrada ou excessiva é sempre prejudicial e pode ocasionar problemas, ao invés de benefícios. 
 
Por: AgComunicado