"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Com a infecção urinária não se brinca!


28/09/2015 - 23:00:00 | 575

Se não tratada pode evoluir para um caso de pielonefrite

A infecção urinária é um mal que atinge principalmente o público feminino e que merece cuidados. 
 
A urina é produzida nos rins que são responsáveis pela filtração do sangue. A infecção urinária ocorre quando alguma bactéria se instaura na urina e começa a proliferar. O trato urinário em si possui sistema de defesa, mas a bactéria pode burlar esta proteção, isso ocorre quando alguma bactéria que vive no intestino alcança a bexiga por meio da uretra.
 
Há condições de saúde que podem abrir as portas para a infecção urinária que são: pedra nos rins, pouca ingestão de água, muito tempo sem ir ao banheiro, entre outras.
 
Os sintomas de infecção mais comuns são: dor ao urinar, vontade de ir ao banheiro mais vezes ao longo do dia e pode surgir febre.
 
Mas há pessoas que não sentirão os sintomas comuns, por isso é importante prestar atenção se: houver diminuição do apetite, sensação de cansaço e mal-estar.
 
É FUNDAMENTAL procurar um médico para tratar este problema. Muitas pessoas acham que apenas bebendo muita água ao longo do dia é o suficiente para se livrar de um quadro de infecção. Realmente beber muita água pode aliviar os sintomas, mas não acabar com o problema.
 
Se a infecção urinária não for devidamente tratada, o indivíduo corre o risco de contrair problemas nos rins. E se isso ocorrer os sintomas pioram o que caracteriza um caso de pielonefrite, a pessoa também corre o risco de que as bactérias atinjam a corrente sanguínea, o que pode vir a causar infecção generalizada.
 
Alguns hábitos podem prevenir o surgimento deste mal como beber muita água ao longo do dia, não esperar muito tempo para ir ao banheiro se surgir a vontade, alimentação mais natural, com ênfase nas frutas, verduras, legumes, cereais, entre outros.
 
É fundamental ter a consciência de que com a infecção urinária não se brinca e que é importante procurar tratamento médico para acabar com o problema.