"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Infertilidade masculina pode ser causada por maus hábitos


04/11/2012 - 23:00:00 | 601

São vários os fatores que podem causar a infertilidade de um casal: idade do homem, idade da mulher, frequência e técnica do coito, uso de lubrificantes vaginais, passado de doenças sexualmente transmissíveis, exposição a produtos tóxicos ambientais ou a certos medicamentos, coexistência de algumas doenças, várias causas específicas de infertilidade e outras tantas desconhecidas. 

Alguma dificuldade para engravidar atinge cerca de 15% dos casais, sendo que, em 30% dos casos, o problema da infertilidade está no homem. A infertilidade masculina é  definida como a incapacidade de engravidar a parceira após 1 ano de relações sexuais frequentes, sem uso de método contraceptivo. Não deve ser confundida com esterilidade, que é a incapacidade definitiva de engravidar a parceira. 

No sistema reprodutor masculino, diferentes infecções, varicocele (varizes nos testículos) e problemas imunológicos podem causar uma diminuição da quantidade e da qualidade dos espermatozoides, ou até mesmo sua ausência. Os homens precisam se atentar aos seus hábitos alimentares, sedentarismo, exposições a materiais pesados, uso excessivo de álcool, tabaco e drogas e ao calor na região dos testículos; pois a alta temperatura pode levar a infertilidade, segundo especialistas. Para identificar o problema, o exame chamado espermograma analisa a possibilidade de dificuldades na hora da fertilização. O sêmen é analisado no microscópio e se determina a  concentração dos espermatozoides, o seu movimento e formato. 

O assunto é extenso e complexo, e requer estudos multidisciplinares para que se possa atuar com certeza, de forma a investigar e tratar adequada uma condição que gera muita ansiedade. O primeiro passo para um tratamento bem sucedido é o correto diagnóstico da situação. Muitas causas de infertilidade masculina podem ser corrigidas; outras, apesar da impossibilidade, poderão ser contornadas com diversos métodos disponíveis de fertilização em laboratório.

 

Autor:  Agência Comunicado

Fontes:  Guia do Bebê e Correio Braziliense