"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Mitos e verdades sobre o poder dos chás


04/11/2012 - 23:00:00 | 1371

Mitos e verdades sobre o poder dos chás

 

 

Emagrecer, facilitar digestão, controlar TPM, induzir o sono, são apenas alguns dos benefícios que os chás trazem à saúde e ao bem estar.


Curam gripe?
Os chás são ótimos para a hidratação, favorece a expectoração e ajuda a amenizar os sintomas da gripe. Mas nenhum tem o poder de curar infecções.

 

  • Chá branco: promove a perda de tecido adiposo e tem um poder antioxidante.
  • Chá de hortelã: ação anti-inflamatória e principalmente no sistema digestivo.
  • Funcho: é bom na amamentação aumenta a produção de leite pela glândula mamária.
  • Espinheira-santa: reduz a acidez gástrica e pode ser usado em paciente com gastrite.
  • Alcachofra: pode reduzir o colesterol
  • Cavalinha: é um ótimo diurético e pode ser usado em edemas e controla de pressão arterial.
  • Borragem: controla a TPM
  • Melissa: indutor do sono
  • Camomila: calmante e digestivo

 

 

Chá verde, qual a sua função?
É um chá que está na moda. A aplicação clinica tem sido estudada, principalmente devido a sua propriedade antioxidante que auxilia no tratamento e prevenção de obesidade, dislipidemias e diabetes. Ele possui antinutrientes que reduzem a difestibilidade proteica, ou seja, absorve as proteínas. E o seu consumo deve ser evitado junto com as grandes refeições.


Verdades e mitos

  1. O chá de camomila é um calmante leve, mas a sua ação principal é anti-inflamatória e antiespasmódica: que são combate as cólicas intestinais. Os chás que são calmantes ajudam a reduzir a fome por saciedade. Exemplo: folha de maracujá, melissa, mulungu e camomila.
  2. É mito achar que o Sene emagrece. Pois a planta tem um efeito laxante drástico.
  3. Os chás verdes aceleram o metabolismo e dão ajuda na eliminação das gorduras pelo intestino como no caso do dente de leão, alcachofra e boldo do Chile.
  4. É mito o Boldo peludo ou falso boldo sejam bons para o fígado. Alguns estudos apontam o seu efeito como antiácido na gastrite