"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Muita informação confunde memória


04/11/2012 - 23:00:00 | 663

Informação em excesso de informações confunde o cérebro e dificulta a memorização, de acordo com pesquisadores das universidades Stanford e Yale, nos Estados Unidos. Eles descobriram que a concorrência entre lembranças gera uma memória pior. 

O cérebro humano recebe toneladas de informações o tempo todo, sendo que algumas são mais lembradas que outras. O estudo monitorou a atividade cerebral de voluntários por meio de exames de ressonância magnética. No teste de memória, as imagens e informações eram misturadas e as pessoas deviam se lembrar do conteúdo de forma separada. Os pesquisadores descobriram que, quando a lembrança era vívida, era como se a pessoa revivesse o momento em que a memória foi armazenada, com a ativação das mesmas áreas no cérebro. Por outro lado, quando as informações eram misturadas, o cérebro se confundiu e tentou reproduzir as duas memórias. Resultado: a pessoa teve dificuldade de se lembrar do ocorrido.

Segundo especialistas, o maior achado do trabalho foi mostrar como as memórias são codificadas no cérebro, de forma a criar desenhos. A facilidade ou dificuldade de se lembrar de um fato depende de como essa codificação ocorreu. Segundo os autores, a codificação é influenciada por memórias antigas e analogias com eventos diferentes. Quanto mais associamos dados a um fato, mais fácil fica lembrar e melhor é a codificação.

O processo de competição seria positivo pois nos torna capazes de separar o que é importante. Com a seleção conseguimos consolidar um aprendizado e reviver um acontecimento. A questão é que nem sempre essa seleção é consciente. As pessoas acreditam que as memórias emocionais ou afetivas são mais fortes mas nem sempre isso é verdade, segundo o estudo. 

Autor:  Agência Comunicado

Fonte:  Folha de S. Paulo