"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

O que fazer com crianças que não querem comer?


19/08/2013 - 23:00:00 | 600
Muitos pais enfrentam um problema constante: falta de apetite dos filhos. Insistir com crianças para que se alimentem é uma realidade presente na vida de muitas famílias. Quando isso ocorre, alguns erros podem ser cometidos, como oferecer as crianças alimentos pobres em nutrientes já que não há o interesse pelas principais refeições. Muitas crianças não querem almoçar ou jantar, mas querem salgadinhos, biscoitos recheados, diversas guloseimas etc.
 
O que fazer então nestes casos?
São muitos os fatores responsáveis pela falta de apetite das crianças, para estes casos é necessário que os pais utilizem táticas minuciosas com disciplina. Crianças têm o hábito de reclamar de fome antes do horário das principais refeições e muitas vezes os pais acabam cedendo mediante reclamações e permitem que a criança coma biscoitos recheados, salgadinhos ou qualquer outro alimento, desta forma, quando chega a hora do almoço ou jantar a criança não quer mais se alimentar. Por isso é importante que regras sejam estabelecidas, não adianta proibir as crianças de comer salgadinhos, biscoitos ou guloseimas, mas estabeleça a ordem de que só podem comer esses alimentos se almoçarem ou jantarem e com restrições, devem ser cedidos em quantidades dosadas.
 
Não se pode confundir o apetite de uma criança com o apetite de um adulto, muitos pais exageram na quantidade de comida e quando a criança já está saciada, pois já comeu a quantidade necessária, insistem para que comam tudo. A criança que é constantemente forçada a se alimentar, acaba criando uma barreira no cérebro que a impede de sentir prazer e liberdade em fazer as refeições, portanto, coloque no prato da criança uma quantidade menor de comida e respeite o que ela te diz quanto à dosagem dos alimentos.
 
As refeições da criança preferencialmente devem ser realizadas junto dos pais, é importante criar o ambiente em que a criança se reconheça e que compreenda que é o momento da alimentação. Faça com que a criança participe do momento de preparo dos alimentos, isso desperta o interesse e o apetite.
 
Bebês podem vir a recusar alimentos, mas dos 9 meses a 1 ano, ocorre um fenômeno chamado inapetência fisiológica que faz com que o organismo da criança deseje menos comida que outrora, esse processo é resultado de uma desaceleração do crescimento, é natural que ocorra, portanto, não deve haver susto.
 
É importante deixar claro para a criança o quanto é fundamental se alimentar adequadamente, não se deve premiar as crianças por ter se alimentado dando guloseimas e alimentos pobres em nutrientes, se alimentar adequadamente é um hábito saudável e não é "coisa de outro mundo" que deva ser recompensada. Não estimule as crianças à uma alimentação desequilibrada, não abra mão de regras estabelecidas com frequência, estabeleça limites e ajude-as a entender a importância de cultivar bons hábitos.