"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Pesquisa aponta que soja preta previne melhor o envelhecimento


17/11/2013 - 23:00:00 | 552
Uma variedade pouco conhecida na sociedade, a soja preta vem ganhando notoriedade após um estudo realizado pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo. Segundo as pesquisas, a soja preta apresenta as mesmas qualidades nutricionais que o grão amarelo, no entanto, o dobro de antioxidantes que previnem a degeneração das células. 
 
Uma das substâncias descobertas pela equipe de pesquisadores foram as antocianinas, que se encontram em maiores quantidades na soja preta, ao contrário da soja amarela que contêm em suas propriedades, uma quantidade quase nula desta mesma substância. Um grande diferencial, já que as antocianinas são responsáveis por evitar reações de oxidação das moléculas, que por sua vez, podem acelerar o processo de morte celular, ou seja, são potentes antioxidantes que combatem os radicais livres. 
 
Ao final das análises realizada pela equipe, pode se comprovar que a relação dos compostos fenólicos e flavonoides, assim como as antocianinas com a antioxidação das moléculas, que os efeitos da soja preta, apresentam o dobro de nutrientes em relação ao grão amarelo. 
 
Uma das responsáveis pelo estudo, destacou que as substâncias antocianinas é uma das principais diferenças entre o grão de soja amarelo e o grão de soja preto, já que podem ser encontradas somente nos grãos pretos e fazem parte de uma composição vegetal, os flavonoides que não são produzidos pelo organismo e que por sua vez, carece deste nutriente.   
 
A qualidade nutricional de ambas as variedades também foi estudada pela equipe de pesquisadores, na qual, foram encontradas: resíduos minerais, proteínas, lipídeos e carboidratos totais. Segundo dados da análise, o estudo constatou uma equivalência nas porcentagens destes nutrientes, o que impulsionou ainda mais a ideia de que a administração da soja preta poderá ser mais eficaz e proporcionar maiores benefícios à saúde. 
 
Os grãos foram analisados de uma mesma região e safra, para que não houvesse aspectos que pudessem interferir no resultado do estudo. No entanto, vale ressaltar que a soja preta por não ser comum no mercado, poderá custar cerca de três vezes mais do que o preço do grão comum.