"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Plantas medicinais podem ter efeito antibiótico


04/11/2012 - 23:00:00 | 2475

Por: AgComunicado

Uma pesquisa conduzida por médicos indianos descobriu que há certas plantas medicinais que são eficazes no combate a diferentes infecções bacterianas e fúngicas associadas ao problema da queda da imunidade que acompanha um dos mais utilizados tratamento para o câncer, a quimioterapia.

Pesquisadores da Universidade Rohtak fizerem testes com extratos de diferentes plantas utilizadas na medicina tradicional ou popular no combate aos microrganismos encontrados na boca de pacientes com câncer bucal. Dos 40 pacientes que participaram do estudo, 35 deles apresentavam uma severa diminuição no número de neutrófilos, ou seja, estavam com seus sistemas imunológicos    em baixa.

Das plantas testadas, oito delas conseguiram impedir significativamente o crescimento dos microrganismos, tanto nas culturas de laboratório como na boca.

As plantas medicinais pesquisadas incluíram os aspargos selvagens, a data do deserto, a falsa margarida, o feno-grego, a mamona e o conhecido curry.

A data do deserto e a mamona foram bastante eficazes no combate a bactérias que apresentam resistência aos antibióticos convencionais.

A conclusão da pesquisa é que ao mesmo tempo em que as plantas testadas têm menos potência com relação aos antibióticos convencionais, elas oferecem uma esperança contra o sério problema de resistência bacteriana e poderão servir de ponto de partida para outros testes.

A resistência bacteriana responde por um significativo incremento na morbidade e na mortalidade das doenças infecciosas e outras patologias. A resistência bacteriana é responsável também por um grande aumento nos custos diretos e indiretos no tratamento das infecções.

O uso repetido e prolongado dos antibióticos, e o uso indiscriminado, sem prescrição, são alguns dos fatores que causam este sério e preocupante problema de saúde pública. A resistência da Mycobacter tuberculosis, já causou picos de incidência da tuberculose em países onde ela estava aparentemente sob controle, como Estados Unidos e Brasil.