"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Por que é importante cuidar do peso antes mesmo de engravidar?


27/06/2016 - 17:16:48 | 183

 

 

 

GESTAR UMA CRIANÇA É COMPLEXO E DEMANDA IMPORTANTES CUIDADOS COM OS HÁBITOS

 

O estudo A desnutrição intrauterina e do recém-nascido como fatores de predisposição da obesidade, destaca que em uma pesquisa conduzida por ovelhas, foi observado o aumento de ingestão alimentar, de ganho de peso, na produção de insulina e houve alteração metabólica da glicose nos filhotes do sexo feminino, que foram submetidos a uma redução de 50% de nutrientes essenciais na primeira metade da gestação. Este estudo mostrou a relação da restrição de nutrientes na fase intrauterina com alterações metabólicas na vida adulta.

A pediatra e endocrinologista infantil, Andreza Juliani, esclarece que se o bebê teve uma restrição no crescimento, nasceu pequeno e não teve como controlar, já que pode ter sido decorrente de doença materna ou até mesmo de doença placentária, é importante evitar o que é chamado de catch-up rápido e explica:

“Catch-up é a recuperação de peso, é quando a mãe, pai ou a família fica muito ansiosa para que o bebê recupere o peso que não conseguiu ganhar na gestação, e esse catch-up rápido já foi mostrado em grupos com alimentação saudável e com alimentação inadequada, que se o peso for ganhado de forma muito acelerada, o risco de obesidade aumenta na vida adulta, assim como ocorre o aumento dos níveis de triglicérides que pode levar a uma síndrome metabólica no futuro.”

A especialista acrescenta que se houver a necessidade do ganho de peso na criança, é fundamental que haja acompanhamento pediátrico para que essa recuperação ocorra na velocidade correta.

O artigo Cuidados com a alimentação antes e durante a gestação, destaca a importância de que a mulher tome os devidos cuidados com a dieta alimentar, não comendo por dois e nem realizando dietas altamente restritivas, os extremos podem colocar em risco a saúde do feto.

A pediatra alerta que o que deve ser pensado é que se existe o desejo de engravidar, é importante já começar a mudar os maus hábitos como se alimentar de maneira saudável e se não houver uma ideia do que fazer ou de como começar, é fundamental procurar um especialista em Nutrição. A prática de esportes também é mencionada pela médica como fator fundamental para um estilo de vida saudável e mudar maus hábitos é essencial para criar um ambiente uterino adequado para receber o embrião:

“Porque mesmo quando o embrião está sendo formado, já tem essa referência conhecida como epigenética do ambiente uterino, então o embrião chega ao útero, vai se formar, serão 40 semanas de gestação e é preciso que a mãe durante a gestação controle a alimentação e o ganho de peso, porque haverá consequências na vida adulta dessa criança.”

A matéria Grávidas obesas: dieta restritiva pode prejudicar desenvolvimento do bebê, explica que em casos de gestantes obesas é imprescindível que se faça o controle do peso, mas sem aderir a dietas altamente restritivas, sendo essencial o auxílio de um profissional em Nutrição. Mas ainda assim é orientado que se a mulher deseja engravidar, o ideal é se programar e se estiver acima do peso, é importante que elimine o excesso de peso por meio de dieta e exercícios antes da gestação.

A pediatra e endocrinologista infantil, Andreza Juliani, também orienta:

“Seja uma grávida saudável e tenha uma gestação com mais segurança para que o seu filho nasça com uma saúde melhor, com um metabolismo mais preparado até mesmo para enfrentar esse mundo em que o sedentarismo e a má alimentação reinam, para que seja uma criança e futuro adulto saudável.”

Então o ditado “você é o que você come” parece que se tornou mais complexo, a maneira como a gestante se alimenta pode influenciar na saúde da criança.

 

 

 

Dra. Andreza Juliani – Pediatra e endocrinologista infantil

Fanpage: www.facebook.com/DRAANDREZAJULIANIGILIO

Site: www.doutoraandreza.com.br

 

Fontes

Congresso de Alimentação e Hábitos Saudáveis na Infância.

A desnutrição intrauterina e do recém-nascido como fatores de predisposição da obesidade. Realizado por: Renata Andrade Nunes de Castro Fonseca: repositorio.uniceub.br/bitstream/235/7159/1/21231847.pdf

Cuidados com a alimentação antes e durante a gestação. Medicina Reprodutiva: www.medicinareprodutiva.com.br/2010/07/cuidados-com-a-alimentacao-antes-e-durante-a-gravidez

Grávidas obesas: dieta restritiva pode prejudicar desenvolvimento do bebê. GNT: gnt.globo.com/maes-e-filhos/materias/gravidas-obesas-dieta-restritiva-pode-prejudicar-desenvolvimento-do-bebe.htm