Televendas & SAC (11)4224-4550 ou (11)93802-7841

O Ministério de Saúde Argentino firmou um acordo com empresários do segmento da gastronomia e com o sindicato de padeiros da província de Buenos Aires, que se comprometeram a produzir alimentos com menor teor de sódio. Uma pesquisa recente apontou que 20% da população de Buenos Aires sofrem de hipertensão.

A hipertensão, mais conhecida como pressão alta, ocorre principalmente pela contração excessiva dos vasos. A pressão alta ataca o coração, vasos e rins, podendo causar infartos, AVC e em casos extremos, pode ocorrer paralisação dos rins. A pressão alta acomete uma em cada quatro pessoas adultas.

Os estabelecimentos gastronômicos argentinos só irão disponibilizar o saleiro nas mesas mediante a solicitação do cliente. Com essa medida, o Ministério da Saúde Argentino espera evitar cerca de 2 mil mortes por ano em decorrência da hipertensão, principalmente por AVC.

No Brasil, a hipertensão acomete 30% dos adultos, e apenas um em cada quatro hipertensos se submete a tratamentos adequados. Tanto no Brasil como no mundo, a doença é a maior causadora de infartos e derrames.

Segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), o portador de hipertensão que não faz tratamento adequado e acompanhamento pode ter sua expectativa de vida reduzida em até 16 anos.
      
Os médicos afirmam que a melhor forma de prevenir a hipertensão é emagrecer. São recomendados ao menos 30 minutos diários de atividades físicas, algumas vezes por semana. Caminhar, andar de bicicleta, correr, nadar e até mesmo atividades leves, principalmente para idosos e sedentários, como dança ou jardinagem, podem trazer benefícios.

Os cardiologistas alertam que pessoas acima dos 55 anos, mesmo aquelas que nunca apresentaram sintomas de pressão alta, precisam ficar atentas, pois a partir dessa idade o risco de desenvolver a doença pode aumentar em até 50%.

Um recente e controverso estudo conduzido na Bélgica, pela Universidade de Leuven, amenizou o papel do sal na hipertensão. Seus autores propuseram que as pessoas que ingerem muito sal não correm maiores riscos de ter hipertensão ou doença cardiovascular. A afirmação gerou intensas reações entre os especialistas do mundo todo e o periódico "Lancet" chegou a publicar um editorial questionando o trabalho e afirmando que o estudo pouco contribui para o entendimento da doença.

Por: AgComunicado

O cigarro é o vilão nas doenças do sistema respiratório
O tabagismo é o grande responsável pelo desenvolvimento de doenças respiratórias crônicas e fatais no Brasil...
Conheça os tratamentos naturais para infecção urinária
A bactéria e-coli é a mais comum causadora da cistite...
Online Farma
Lorem ipsum dolor sit amet, justo aliquid reformidans ea vel, vim porro dictas et, ut elit partem invidunt vis. Saepe melius complectitur eum ea. Zril delenit vis ut. His suavitate rationibus in, tale discere ceteros eu nec. Vel ut utamur laoreet vituperata, in discere contentiones definitionem ius.
read more ⟶
Leave a comment
Note: HTML is not translated!