"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Rugas e linhas de expressão podem estar relacionadas ao estilo de vida


04/11/2012 - 23:00:00 | 1439

O processo de envelhecimento da pele pode se relacionar a fatores genéticos e ambientais. Algumas pessoas são mais predispostas a desenvolver linhas de expressão por conta de fatores genéticos. Mas fique atento: grande parte das alterações na pele decorrem do estilo de vida e não do envelhecimento fisiológico. O cigarro, estresse e a exposição aos raios solares (UVA e UVB) são alguns dos principais causadores de rugas.

A derme é responsável pela elasticidade da pele e com o decorrer dos anos, sua produção de fibras colágenas e elásticas diminui e com isso, a sustentação da pele é reduzida e surgem as temidas linhas de expressão.

O envelhecimento da pele começa dos 30 aos 50 anos, é o chamado envelhecimento cutâneo leve. Após os 50 anos e também a menopausa,  o envelhecimento da pele torna-se cada mais evidente, pois a produção de hormônios – em especial, o estrógeno – é reduzida e a pele ganha um aspecto mais fino e flácido.

Os dermatologistas costumam classificar as rugas em dois tipos: dinâmicas e estáticas. As rugas dinâmicas são mais comuns na região periorbital, ao lado dos olhos (também conhecidas como “pés de galinha”), frontal (na testa) e perioral (região ao redor da boca, afetada pelas contrações musculares). Já as rugas estáticas são geradas pelo envelhecimento natural da pele e pela ação de agentes externos, como poluição, cigarro e exposição ao sol. As rugas estáticas também ser podem ser uma evolução das rugas dinâmicas.

Tratamentos -- Os cuidados diários como a limpeza e o uso de hidratantes e protetores solares costumam amenizar o aspecto das rugas estáticas. É importante buscar orientação e acompanhamento de um dermatologista. Peelings, tratamentos à laser ou com ácido hialurônico também são indicados para aumentar a produção de colágeno e melhorar o aspecto da pele.

Prevenção -- A prevenção das rugas pode ser mais simples do que você imagina: uso diário de filtro solar, alimentação balanceada e nada de cigarro.
O cigarro não prejudica apenas o sistema respiratório, como também causa excesso de radicais livres e alterações nas estruturas do colágeno e da elastina – substâncias importantes para saúde da pele.

Uma alimentação rica em frutas e vegetais com vitamina C, betacaroteno e licopeno – alimentos com alta dosagem de antioxidantes – previne o envelhecimento precoce. O betacaroteno está presente em frutas e vegetais como o agrião, brócolis, abóbora, caqui, manga, espinafre, entre outros. Já o licopeno pode ser encontrado em alimentos como a cenoura, tomate, goiaba, melancia, dentre outros.

Por: AgComunicado