"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Saiba quais são os cuidados necessários para combater a oleosidade da pele


04/11/2012 - 23:00:00 | 685

A oleosidade é um dos problemas de pele mais comuns, chega a atingir até 80% de homens e mulheres jovens. A herança genética é a principal causa, mas também há outros fatores que favorecem seu surgimento, dentre eles: alterações hormonais, exposição ao sol, poluição do ar, estresse e má alimentação.

As principais características desse tipo de pele são os poros dilatados e a oleosidade na zona T do rosto (testa, nariz e queixo). A boa notícia é que a oleosidade retarda o envelhecimento da pele e a má, é que devido a poluição a qual nossa pele é exposta diariamente, os poros tendem a inflamar ou entupir, facilitando o surgimento de cravos e espinhas.

Cuidados

Na hora do cuidado, a regra é simples: menos é mais. Pessoas com pele oleosa devem evitar o consumo em excesso de cremes e até mesmo, maquiagens.

• No decorrer do dia, use lenços umedecidos ou lenços de papel com adstringentes para limpar a zona T, além de limpar a pele, estará tonificando. Não é aconselhável lavar ou limpá-la muitas vezes ao dia, pois cada vez mais, o organismo produzirá glândulas sebáceas.

• Os tratamentos à base de peellings e esfoliação removem as células mortas e amenizam a oleosidade da pele.

• A água quente estimula a produção das glândulas sebáceas, por tanto, fuja dos banhos quentes e demorados.

• Prefira sabonetes neutros e produtos oil free (sem óleo), os que contém ácido salicílico em sua fórmula ajudam a prevenir a acne.

• A maquiagem geralmente entope os poros da pele. Para evitar que isso aconteça, retire os excessos de maquiagem antes de dormir e limpe o rosto com adstringentes.

• O uso de filtros e protetores solares são indispensáveis mesmo para este tipo de pele, a oleosidade não passa imune pelos raios UVA e UVB.

• Se além da oleosidade, a pele apresentar manchas vermelhas, escamações ou coceiras, procure um dermatologista, pois estes podem ser sintomas de dermatites mais graves.

Por: AgComunicado