"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Será que é preciso muito para ser saudável?


20/07/2015 - 23:00:00 | 1000

Acredite, não é necessário muito

Você vê aquelas pessoas que levam uma vida mais saudável como extraterrestres? (risos) Você acredita que para ser saudável é preciso que muitos sacrifícios sejam realizados, mas não é verdade.
 
O mais importante para ser saudável é equilíbrio, é questionar sempre os hábitos, é fazer escolhas que refletirão sobre a saúde. Cuidado com o que vê nas novelas, revistas, blogs, enfim, ser saudável vai menos além desse anseio por mostrar uma aparência quase utópica.
 
A inteligência no momento de praticar bons hábitos é fundamental. O corpo necessita de importantes nutrientes para se manter funcionando em equilíbrio. Realizar trocas inteligentes é importante. Substitua aquele biscoito recheado por uma fruta; ao invés do refrigerante, prefira o suco natural, entre outros. Procure não substituir as principais refeições, isso pode colocar a saúde em risco. Deixar de almoçar ou jantar e comer um pote de iogurte ou uma barrinha de cereal, por exemplo, compromete a saúde e, se o intuito for emagrecer, o resultado pode ser contrário, porque depois a fome fará com que se coma mais do que se a refeição tivesse sido realizada.
 
Não deixe de tomar o café da manhã. Essa é a primeira e mais importante refeição do dia. É o combustível para o organismo se manter em funcionamento equilibradamente. Se você reclama de falta de tempo para tomar o café da manhã, se reorganize, mas não deixe de realizar a primeira refeição do dia.
 
Prefira sempre os alimentos naturais, evite ao máximo os industrializados, cuidado com o excesso de sal (sódio), açúcar refinado. Invista no consumo das frutas, legumes, verduras, grãos integrais, entre outros.
 
Não se iluda com as inscrições de diet, light ou zero. Isso porque mesmo quando nesses alimentos há a restrição de gorduras e açúcar, geralmente ocorre a “compensação” dessa falta com outra substância nociva, fora que por ter menos calorias, não supre a necessidade do organismo e assim, o risco de extrapolar na dieta é maior. Podem ser consumidos, mas com equilíbrio.
 
Evite aquelas guloseimas e alimentos gordurosos entre as refeições, prefira sempre alimentos mais saudáveis e beba sempre muita água ao longo do dia, aliás, vale lembrar que o cérebro não consegue diferenciar a sede da fome, muitas vezes quando se pensa que está com fome, na verdade pode ser apenas sede.
 
Novos sabores muitas vezes precisam ser experimentados mais vezes para que se acostume com eles. Por isso reeducar os hábitos alimentares também é uma redescoberta.
 
Procure realizar alguma atividade física com a qual se identifique mais pelo menos três vezes por semana.
 
Tudo é uma questão de reeducação. Reaprender. E claro, dependerá da sua força de vontade. Reflita.