"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Vacinação contra rotavírus reduz taxa de mortalidade infantil


04/11/2012 - 23:00:00 | 543

A vacinação contra o rotavírus reduziu o número de mortes e internações de crianças por diarreia no Brasil, de acordo com um estudo publicado no periódico médico "PLoS Medicine". A pesquisa indica que a campanha de vacinação contra o vírus, implantada pelo Ministério da Saúde em 2006, reduziu as mortes por diarreia em crianças de até cinco anos em 22%. Também houve redução de 17% nas internações causadas pela doença no Brasil.

 
As informações foram levantadas por técnicos da Secretaria de Vigilância em Saúde e dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, dos EUA. Foram comparados dados de mortes e internações de 2002 a 2005, antes da vacinação, às taxas de 2007 a 2009. Nesse período, foram evitadas 1.500 mortes e 130 mil internações. 
 
A maior queda nas mortes, de 38%., foi observada na região Norte. Os Estados do Norte e do Nordeste tiveram as maiores reduções de mortes em números absolutos.  
 
Em 2009, estima-se que 84% das crianças com até um ano tenham sido vacinadas no país. 
De acordo com os especialistas, a incidência de infecções causadas pelo vírus é semelhante em todas as regiões. O que muda são as consequências da doença.  

O Brasil foi o primeiro país a incluir a vacina no seu calendário nacional de imunizações, em 2006. À época, vários pediatras brasileiros foram contra a decisão. É que em 1998 havia sido licenciada a primeira vacina contra rotavírus nos Estados Unidos. Porém, ela foi suspensa um ano depois, pois aumentava a ocorrência de obstruções intestinais em crianças que receberam a vacina após os seis primeiros meses de vida.  

O estudo da PLoS Medicine justifica os esforços para superar o problema grave relacionado à vacina em 1998, comprovando que a imunização contra o rotavírus de fato diminui a mortalidade infantil.

Autor:  Agência Comunicado

Fonte:  Folha de S. Paulo