"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Veganismo e a ética animal e ambiental


06/07/2016 - 09:27:18 | 225

De acordo com a Sociedade vegana, o veganismo vai além de uma dieta alimentar. O movimento visa a exclusão de qualquer forma de exploração animal, tanto na alimentação como no vestuário, em testes de produtos, no trabalho, no entretenimento e no comércio.

De acordo com a Sociedade Vegetariana Brasileira – SVB, o vegetarianismo possui seis ramificações:

Semi-vegetariano: pessoa que consome carne branca somente uma vez por semana.

Ovolactovegetariano: vegetariano que se alimenta com ovos, leite e laticínios.

Lactovegetariano: vegetariano que não come ovos, mas ingere leite e laticínios.

Vegano: não consome ovos, leite, laticínios, não usa roupas feitas com fibras animais (lã, seda, couro), nem produtos testados em animais.

Crudivorista: indivíduo que consome alimentos crus, ou então, aquecidos a temperatura máxima de 42 graus. Cereais integrais, leguminosas e oleaginosas são utilizados em processo de germinação.

Frugivorista: pessoa que consome apenas frutos, verduras e legumes. O frugivorismo é diferente do frutarianismo, neste, o indivíduo come somente frutas cruas.

“Na verdade o veganismo é um estilo de vida que engloba o vegetarianismo estrito como modalidade alimentar, além de hábitos de vida e consumo particulares. Faz parte desta filosofia de vida evitar causar qualquer mal, por menor que seja, aos seres vivos. Isto se dá tanto de modo direto quanto indireto. Veganos não compram animais em pets shops e sim adotam para evitar a exploração de suas mães. Não criam pássaros para não privá-los da sua liberdade. Evitam qualquer produto ou medicamento que tenha sido testado ou que contenha em sua formulação derivados animais além de não usarem couro, nem frequentarem rodeios e muito menos circos que explorem animais”, esclarece a nutricionista, especialista em veganismo, Amarantha Ribas.

A nutricionista esclarece que os impactos produzidos pelo consumo de carne são grandes para o meio ambiente. “A pecuária é uma das mais importantes fontes de poluição do meio ambiente. Ela consome grandes quantidades de recursos, gerando resíduos e gases que contaminam o solo, a água e o ar. A alimentação baseada em produtos animais é responsável direta e indiretamente por muitos problemas ambientais, como desmatamento, erosão do solo e desertificação, escassez de água, poluição dos oceanos, contribuição para o efeito estufa  além do extermínio da fauna e flora nativas”, alerta.

Por outro lado, a especialista explica que também há consequências em saúde pública causadas pela alimentação onívora. “Em 2011 as doenças crônicas não transmissíveis (as quais estão intimamente relacionadas com a alimentação e estilo de vida) foram responsáveis por dois terços das mortes do mundo sendo as quatro principais causas as doenças cardiovasculares, o câncer, o diabetes e as doenças pulmonares crônicas”.

“Existem muitas evidências de que a alimentação sem derivados animais é protetora e até mesmo curativa para a  grande gama de doenças crônico-degenerativas enfrentadas pela população, tal como diabetes, hipertensão arterial, doenças intestinais, canceres ligados à dieta, problemas de vesícula e assim por diante.”

Amarantha ainda enfatiza que o modelo alimentar baseado em derivados animais é uma construção histórico-cultural tão enraizada em nosso planeta, que causa  o consumo excessivo de proteínas de origem animal o que entre outras coisas sobrecarrega os rins, acidifica o organismo, potencializa a desmineralização óssea bem como a formação de cálculos renais devido à perda de cálcio urinária. “Em outras palavras, comer carne jamais foi e nem nunca será sinônimo de saúde humana, animal ou planetária”, conclui.

 

Amarantha Ribas

Nutricionista, especialista em nutrologia. Realiza atendimento especializado para vegetarianos e veganos

 

Fontes:

http://veganagente.consciencia.blog.br/a-importancia-da-conscientizacao-vegetariana-de-razoes-ambientais-e-de-saude-para-o-crescimento-do-veganismo/#.V3KlwFebeuU

http://www.cchla.ufpb.br/caos/n21/8.%20Veganismo.pdf

Sociedade Vegetariana Brasileira – SVB: www.svb.org.br

Sociedade vegana: www.sociedadevegana.org/textos-fundamentais/veganismo/