"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Veja o que acontece ao tomarmos refrigerantes


04/11/2012 - 23:00:00 | 543

 

Tecnicamente, refrigerante é uma bebida não-alcoólica e não fermentada, fabricada industrialmente. No século XVI, a fabricação desse tipo de bebida era realizada apenas por farmacêuticos, que o comercializava como produto farmacológico.

Hoje, quase todo mundo sabe que é melhor tomar um copo d'água ou um suco de fruta natural a um copo de refrigerante, seja ele açucarado, light ou diet. A água fresca e pura hidrata na hora e é um combustível essencial ao corpo. O suco natural de fruta, além de cumprir com a função da hidratação, contém vitaminas e nutrientes. Mas quem nunca se rendeu ao apelo do gosto artificial do refrigerante, que atire a primeira pedra. Tem gente que não consegue ficar sem tomá-lo todos os dias, como nm verdadeiro vício...

Saúde em primeiro lugar – Antes de pedir aquele refrigerante de praxe para acompanhar seu almoço, pense bem no que estará ganhando se conseguir resistir à tentação:

- Os refrigerantes não têm valor nutricional (não tem nutriente algum)

- São repletos de corantes, conservantes, cafeína, ácido fosfórico, açúcar e/ou adoçantes artificiais

- Alteram a pressão

- Expulsam nutrientes essenciais do organismo, como cálcio, zinco e magnésio

- Ajudam o corpo a acumular gordura

- Os da versão açucarada aumentam o nível de açúcar no sangue imediatamente após o consumo, forçando uma significativa liberação de insulina pelo pâncreas

- Com a descarga de açúcar, ácido fosfórico e toxinas, o fígado transforma o açúcar em gordura

- Com a absorção da cafeína, a pressão sanguínea sobe, e o fígado responde bombeando mais açúcar no sangue

- Causa danos nos dentes

Até os refrigerantes dietéticos, que costumavam estar relacionados a hábitos mais saudáveis, uma vez que quase não têm calorias, podem ser prejudiciais à saúde. De acordo com dados da Associação Americana de Diabetes, a regularidade no consumo do refrigerante dietético aumenta os riscos de diabetes 2, síndrome metabólica, doenças cardíacas e derrames.

Por: AgComunicado