Televendas & SAC (11) 4224 4550 ou (11) 93802 - 7841
Maca Peruana 500mg - 60 Cápsulas
Saúde Sexual

Maca Peruana 500mg - 60 Cápsulas

R$29,99
Pronta Entrega

Formas de Pagamento



Maca Peruana é uma planta que é cultivada originalmente no centro do Peru, nos altos planaltos da Cordilheira dos Andes. A Maca é cultivada nesta área há pelo menos 3000 anos. A Maca Peruana é um vegetal parente do rabanete e tem um odor semelhante ao caramelo. A raiz da Maca é usada para fazer remédios. 

Como usar Maca Peruana?

A dosagem recomendada é de 2 cápsulas por dia durante 12 semanas. O ideal é tomar uma cápsula antes do café da manhã e uma antes do almoço. Não tomar mais que a dose recomendada.

O uso da Maca Peruana é feito em forma de extrato ou em pó. O pó da Maca peruana pode ser adicionado em sucos e vitaminas, e também em receitas de bolos e tortas. Nos alimentos, a maca é comida assada, preparada como uma sopa. No Peru a Maca também é usada para fazer uma bebida fermentada chamada maca chicha. Na forma de extrato a Maca Peruana é ingerida de forma oral em cápsulas geralmente de 500mg.

Para que serve a Maca Peruana ?

  • Impotência sexual - Um dos problemas de saúde que a Maca Peruana é usada é no auxílio ao tratamento da disfunção sexual. Pesquisas iniciais sugerem que tomar maca duas vezes ao dia por 12 semanas melhora ligeiramente a disfunção sexual em homens e  mulheres.
  • Melhora da fertilidade masculina - Pesquisas iniciais mostram que o consumo de maca peruana por homens saudáveis durante 4 meses ajudou a aumentar a produção de sêmen e espermatozóides. 
  • Condições pós-menopausa. A pesquisa sugere que tomar maca peruana diariamente durante 6 semanas ajuda a melhorar ligeiramente a pressão arterial e alguns aspectos do humor, incluindo depressão e ansiedade, em mulheres na pós-menopausa. 
  • Desejo sexual. Pesquisas iniciais mostram que o uso de um maca peruana diariamente durante 12 semanas pode ajudar a aumentar o desejo sexual em homens saudáveis.

Embora ainda não foram feitas pesquisas relacionadas á estas condições, foram relatados por pessoas que sofriam destas condições e usaram maca peruana um alívio do sintoma e auxílio a melhora:

  • Da anemia
  • Leucemia.
  • Síndrome da fadiga crônica.
  • Da performance de energia em atletas.
  • Da memória.
  • Depressão.
  • Desequilíbrio hormonal feminino.
  • Problemas menstruais.
  • Sintomas da menopausa.
  • Osteoporose.
  • Câncer de estômago.
  • Tuberculose.
  • Impulsionandor do sistema imunológico.
  • HIV / AIDS.

Mais evidências são necessárias para avaliar a eficácia da maca para esses usos, e a melhora nestes pacientes também pode estar relacionada ao efeito placebo.

Fontes e composição da Maca Peruana

Maca Peruana é o nome popular da planta que tem como nome científico Lepidium Meyenii, do gênero Lepimedium e da familia de Brassicaceae. Esta é a mesma família de vegetais como brócolis, couve-flor, couve e mostarda. As plantas mais intimamente relacionadas com Maca são rabanete, mostarda, nabo, mostarda preta, repolho, agrião de jardim e agrião d’água. 

A Maca Peruana quando utilizada como alimento, os hipocótilos bulbosos (protuberâncias semelhantes a haste) são secos e depois consumidos em níveis superiores a 20g diários sem efeitos secundários reportados associados a este método, e quando os hipocótilos secos podem ser armazenados por anos. A maca é freqüentemente fervida e bebida como suco, devido à forma de armazenamento de hipocótilos secos serem muito difíceis de morder. O uso moderno da maca é em cápsulas.

Nutricionalmente, maca peruana seca tem:

10,4% de teor de água, a menos que seja de outro modo desidratado

10,2-16% de proteína, com um pequeno teor de sarcosina (0,70 mg / 100 g)

59% de carboidrato

2,2% de lípido (dos quais 40,1% estão saturados e 52,7% insaturados)

8,5% de fibras

Os minerais são cálcio (150mg / 100g), cobre (5.9mg / 100g), zinco (3.8mg / 100g) e potássio (2050mg / 100g) e o conteúdo geral de cinza é de 4.6% 

Vitamina C (8mg / 100g), Riboflavina (650mcg / 100g) e Tiamina (280mcg / 100g) 

Compostos fenólicos (cerca de 5,5-7,6 mg / g, conteúdo pobre)

53 Óleos essenciais (aromas) com a maioria sendo fenil acetonitrilo em 85,9% 

A maca tende a ter seus hipocótilos (protuberâncias que se assemelham a nabos) como a parte da planta comumente consumida e, desta forma, são principalmente hidratos de carbono e fibras com textura dura. Existem mais de 13 variantes diferentes de Maca conhecidas (sendo todas referidas como Lepidium meyenii) que são produzidas de forma diferente, dependendo do cultivo, variando de Branco a Preto. O mais comum é a Maca amarela consistindo de 47,8%, e é o mais comercialmente desejável. Estas variantes são denominadas devido à coloração dos hipocótilos sendo visivelmente diferente. 

Em estudos comparativos, a Maca negra parece ser mais neuroprotetora do que a amarelo ou vermelha e produz o maior benefício na espermatogênese.  Diferentes variantes de Maca com base na cor do hipotótilo, são semelhantes na maior parte, mas em algumas propriedades podem ser mais especializadas.

Composição da Maca Peruana

  • Os bioactivos não-calóricos encontrados na maca tendem a ser:
  • Macaridina e alcalóides de Maca que são exclusivos da Maca
  • Macaenes que são ácidos graxos insaturados exclusivos da Maca incluem: Macamidas, que são derivados de amina dos Macaenos, alguns incluem n-benzilhexadecanamida e n-benziloctadecanamida e variam de 0,0016 a 0,0123% de peso seco (baixo teor).
  • Lepidina A e B, dois alcalóides de imidazol com os nomes cloreto de 1,3-dibenzil-4,5-dimetilimidazólio e cloreto de 1,3-dibenzil-2,4,5-trimetilimidazólio.
  • Glucosinolatos como glucoalisina (0,6-0,9% de glucosinolatos totais ), glucosinalbina (0,02-0,028% de glucosinolatos totais), glucobrassicanapina, glucobrassicina, glucoaubrietina (também conhecido como glucolimnatia, 6-6,2% de glucosinolatos totais), 4-metoxiglobrassicina , Glucotropaeleína (80-90% de glucosinolatos totais e glucossinolato de benzilo (7,01-17,5 mg / 100 g de peso seco de Maca vermelha) com glucosinolatos aromáticos constituídos por até 99 % do total de glucosinolatos em peso sem diferenças significativas entre ecotipos. 
  • 7 alcamidas 
  • Moléculas de metiltetra-hidro-p-carbolina, como MTCA na fração butanócola
  • Beta-Sitosterol
  • O alcalóide conhecido como macaridina é considerado o principal bioativo, bem como algum teor de glucosinolato. Os ácidos graxos de macaene são únicos na Maca, mas seu conteúdo e a quantidade de seus derivados na Maca, as macamidas, podem ser muito baixos para serem os principais bioativos.

Efeitos colaterais da Maca Peruana

Maca peruana é seguro de usar para a maioria das pessoas quando tomado nas quantidades recomendadas. A Maca é segura quando tomada por via oral em maiores quantidades como medicamento, até 3 gramas por dia, por até 4 meses. Maca parece ser bem tolerada pela maioria das pessoas. Nenhuma toxicidade significativa foi relatada no consumo humano de maca. O estudo em ratos mostrou que toleraram até 5 g / kg de peso corporal sem efeitos adversos. Em ensaios humanos de até 3g de Maca por dia foi bem tolerado, e o método tradicional de ferver até 20g de Maca para fazer suco não foi associado com toxicidade.

Precauções especiais e advertências:

Gravidez e aleitamento: não há informações confiáveis suficientes sobre a segurança de tomar maca se estiver grávida ou amamentando. Recomenda-se evitar o uso.  

Condições sensíveis à hormonios, como câncer de mama, câncer de uterina, câncer de ovário, endometriose ou fibromas uterinos: os extratos de maca podem atuar como estrogênio. Se você tem alguma condição que possa ser piorada pela exposição ao estrogênio, não use esses extratos.

 

Formas de pagamento
Formas de Envio