"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Conheça os tratamentos naturais para infecção urinária


04/11/2012 - 23:00:00 | 3509

Os recentes surtos de infecção bacteriana por E-coli (Escherichia coli) na Europa, com suspeita de já terem se alastrado para os Estados Unidos, levantam uma importante questão de saúde pública mundial. As autoridades estão tomando medidas de monitoramento e recomendando que a população redobre os cuidados com a higiene dos alimentos, dos ambientes, das mãos, etc. Sabe-se que a higienização é a melhor forma de evitar o surgimento de infecções.

Ao mesmo tempo, a E-coli é uma bactéria muito comum e algumas de suas cepas causam a temida infecção urinária (“cistite”), que atinge mais as mulheres que os homens por conta de características anatômicas inerentes ao sexo feminino. Cerca de 50% das mulheres terão cistite durante a sua vida. Esse problema também é comum nos pacientes cateterizados.

Para evitar o aparecimento da infecção urinária, é importante fazer a higiene íntima logo após a relação sexual, procurar urinar depois da relação e beber muito líquido. O episódio de infecção urinária pode ser agudos e isolado, mas se não for tratado adequadamente pode se tornar persistente, exigindo que a mulher converse com o urologista a respeito do melhor tratamento e siga todas as suas recomendações.

Nos Estados Unidos e na Europa, é  comum a complementação do tratamento medicamentoso com suco de cranberry (mirtilo). Esta fruta contém substâncias que ajudam o corpo a se livrar da infecção bacteriana na bexiga. No Brasil ele pode ser encontrado em sua versão normal (adoçada) e light. São vários os relatos de pessoas que conseguiram se livrar de infecções urinárias persistentes ingerindo vários copos do suco por dia para complementar o tratamento. Na Europa e nos Estados Unidos também é comercializado um pó chamado d-manose, que é um açúcar com propriedades semelhantes ao do suco de cranberry, ainda mais eficaz para reverter o quadro de infecção urinária crônica.

Esses são tratamentos naturais que não causam resistência bacteriana, podendo ser experimentados pelas pessoas afetadas pela cistite de repetição por conta da ausência de efeitos colaterais ou contraindicações.

Por: AgComunicado