"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Frutas secas têm mesmo nível nutricional das frescas e ajudam na prevenção e combate de doenças


04/11/2012 - 23:00:00 | 612

Quem resiste aos damascos, ameixas e figos secos? E às tâmaras, passas e maçãs? Frutas secas rimam com ocasiões especiais, como Natal e Ano Novo. Mas saiba que elas são excelente fonte alimentar e o ideal é incluí-las na dieta alimentar, inclusive, para ajudar na prevenção e tratamentos de determinadas doenças.

Segundo a International Nut and Dried Fruit Foundation (Fundação Internacional de Nozes e Frutas Secas), depois que as frutas secas foram incluídas na base da pirâmide nutricional da Dieta Mediterrânea (considerada por pesquisadores e médicos como uma das dietas mais saudáveis do mundo), a comunidade científica internacional passou a reconhecer os benefícios das frutas secas para a saúde.

Isso porque elas são ricas em proteínas, fibras, gorduras insaturadas, ácidos graxos essenciais, minerais e vitaminas (principalmente, E, A, B1 e B2). Durante o processo de desidratação e secagem, porém, podem perder certas quantidades de vitamina C e betacaroteno, mas ainda conservam muitas fibras e carboidratos. Duram muito mais que as frutas frescas, e podem ser armazenadas por um mês ou mais. Por serem mais leves e de tamanho reduzido, é fácil encontrar um “potinho” para guardá-las e transportá-las. E, ao contrario das frescas, as frutas secas dispensam a refrigeração.

No entanto, é importante lembrar que por terem uma maior concentração de calorias, é preciso consumi-las sem exagero. No tratamento da prisão de ventre, figos e ameixas são considerados laxantes naturais. O consumo exagerado, porém, pode causar diarreia.  

Por possuírem propriedades importantes, elas ajudam no combate a doenças. A ameixa, além de útil na prisão de ventre, é rica em vitaminas do complexo B e auxilia na prevenção do reumatismo, artrite e arteriosclerose. As avelãs são ricas em cálcio, necessário para prevenir a osteoporose. A deliciosa castanha de caju possui diversos tipos de aminoácidos, que ajudam a controlar a pressão alta. Já a castanha do Pará é a mais rica em substâncias antioxidantes, que combatem os radicais livres que aceleram o envelhecimento. O damasco é pouco calórico, não tem gordura e é muito nutritivo. As nozes, abundantes em ômega-3 e vitamina E, auxiliam na prevenção do Alzheimer. E as tâmaras ajudam na prevenção de gripes, viroses e outros tipos de infecções nos aparelhos respiratório e urinário.

Por: AgComunicado