"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Obesidade é considerada doença crônica


04/11/2012 - 23:00:00 | 3017

A obesidade é uma doença crônica que traz uma série de consequências ao organismo, como o surgimento de outras doenças, podendo levar à morte. A doença pode ser definida como o acúmulo de gordura corporal. No Brasil, segundo informações da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), aproximadamente 18 milhões de pessoas entram nesta categoria. Acrescentando-se o total de pessoas que estão acima do peso, esse número pode chegar a 70 milhões.

Entre as possíveis causas, estão fatores genéticos, alimentação inadequada ou disfunções metabólicas.  

A hipertensão, diabetes mellitus tipo 2, doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer são doenças ligadas à obesidade. Artrose, artrite, apneia do sono, problemas na vesícula e nos rins, asma brônquica e refluxo esofágico têm também relação com o excesso de peso. A doença pode trazer, ainda, uma série de questões psicológicas, como diminuição da autoestima e depressão. Quanto à sexualidade masculina, pode haver uma redução nos níveis de testosterona, da libido e problemas de ereção. Nas mulheres, a condição pode estar associada à síndrome dos ovários policísticos.  

O diagnostico é feito calculando-se o Índice de Massa Corporal (IMC), da seguinte forma: o peso é dividido pela altura do paciente elevada ao quadrado. Segundo os padrões da Organização Mundial da Saúde (OMS), o resultado obtido:
entre18,5 e 24,9: peso normal
entre 25,0 e 29,9: sobrepeso (quando há mais gordura no corpo do que o ideal)
entre 30,0 e 39,9: obesidade
acima de 40,0: obesidade mórbida

Quanto ao tratamento e prevenção da obesidade, somente um profissional médico saberá indicar os melhores caminhos. No caso da obesidade mórbida, uma das formas de tratamento é a cirurgia bariátrica. Para não atingir tal grau de obesidade, no entanto, é preciso ter a consciência da necessidade real de mudar hábitos. Uma alimentação adequada e a prática de atividades físicas são o ponto de partida para combater a obesidade. Quem passa pela cirurgia bariátrica também precisará controlar a alimentação e se exercitar para manter a saúde em dia. O controle emocional e do apetite são questões cruciais para o combate ao problema.

Por: AgComunicado