"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Pesquisa indica que açúcar pode ajudar a tratar infecções persistentes


04/11/2012 - 23:00:00 | 1151

Antigamente, não era nada incomum tratar machucados e feridas com açúcar de cozinha. A medicina avançou e a prática caseira mudou. Os médicos sempre indicam que para cuidar de ferimentos leves o melhor mesmo é água e sabão. Porém, uma pesquisa acaba de ser divulgada nos Estados Unidos e mostra que o açúcar pode ter uma propriedade que de fato combate as infecções por bactérias.

O trabalho foi conduzido pelo professor de engenharia biomédica na Universidade de Boston James Collins e publicado na revista científica Nature. Ele demonstra que o açúcar aumenta muito a eficácia dos antibióticos. Isso é uma excelente notícia, especialmente em um momento em que há no mundo microorganismos reconhecidamente persistentes.

A bactéria persistente é diferente da “resistente”, que não responde ao tratamento. As infecções persistentes são afetadas pelo remédio, mas na verdade entram em uma espécie de hibernação. O doente aparentemente se recupera, mas é acometido de novo pela enfermidade algum tempo depois (em geral, em algumas semanas). O açúcar adicionado ao antibiótico estimularia as bactérias para saírem do estado de hibernação, ficando novamente vulneráveis ao medicamento.

O pesquisador Collins é um dos fundadores da área de “biologia sintética”. O interesse dele na  pesquisa aconteceu por conta de uma preocupação pessoal. Na época da faculdade, ele deixou o time de corrida da escola depois de ser afetado por uma infecção bacteriana persistente. Anos depois, sua mãe também foi hospitalizada em diferentes ocasiões por conta de uma infecção que não respondia a nenhum antibiótico. Devido as essas experiências pessoais, ele se sentiu impelido a estudar as infecções bacterianas.

É incrível que ele tenha descoberto que algo tão simples como o açúcar possa ajudar a eficácia dos antibióticos.

Fonte:    G1