"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Praticar exercícios físicos melhora a qualidade do sono


04/11/2012 - 23:00:00 | 868

 

Você demora para pegar no sono ou tem dificuldades para dormir? Praticar exercícios físicos pode ser uma boa – e natural – forma de combater este problema. Especialistas costumam ser unânimes ao indicar que a endorfina (neurotransmissor que age como analgésico e traz a sensação de bem estar) liberada durante a prática de exercícios pode ajudar a ter boas noites de sono. 
 
A prática de exercícios ajuda a combater o sono “picado” e também pode atuar nos casos de apneia (uma parada repetida e temporária de respiração durante o sono), um problema frequentemente associado ao ronco e à obesidade. 
 
No entanto, é importante evitar a prática minutos antes de ir para a cama. O ideal é realizar os execícios quatro horas antes de dormir. Os exercícios liberam substâncias que elevam a temperatura corporal, e o sono surge apenas quando a temperatura diminui. 
 
É importante que pessoas que sofrem de distúrbios do sono consultem um especialista antes de dar inícios às atividades. Dormir mal pode trazer inúmeras consequências, desde fadiga e sonolência ao longo do dia até a redução da memória. Dormir menos que o necessário – são recomendadas oito horas de sono por noite – também predispõe à depressão, irritabilidade e agitação. 
 
Os exercícios físicos mais recomendados para este fim são os que trabalham a flexibilidade e o alongamento muscular, como ioga, pilates e tai chi chuan. Os movimentos suaves destes exercícios tranquilizam e reduzem dores, fadiga e tensões musculares. A natação, o ciclismo e a corrida – exercícios aeróbicos – também são boas opções e de quebra, reduzem o risco de apneia e obesidade.
 
Para otimizar o bom sono, capriche na alimentação. Abolir carboidratos do jantar com o intuito de não engordar, é balela. Os alimentos ricos em carboidratos ajudam a produzir serotonina, o neurotransmissor que pode frear a ansiedade e a insônia, e também contribuem para a produção de melatonina, um hormônio que ajuda a ter um sono tranquilo. Só não vale exagerar nas porções...
 
Por: AgComunicado