"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Pular café da manhã traz risco de sobrepeso


04/11/2012 - 23:00:00 | 574

Quem nunca escutou aqueles conselhos de avó, mãe e até mesmo do médico, de que o café da manhã é a refeição mais importante do dia? Mesmo sabendo disso, a maioria das pessoas “pulam” essa refeição ou comem apressadamente a alimentos não muito saudáveis.

Nosso organismo não para de funcionar por sequer um minuto e durante o sono não é diferente. Embora continue trabalhando em um ritmo menor, determinadas funções básicas, como o ato de respirar,  o funcionamento cardíaco e a circulação sanguínea, são mantidas e assim, o corpo consome cerca de 60 kcal por hora de sono. Todas essas funções básicas se sustentam nas reservas de nutrientes -  em especial de glicose, armazenada no fígado em forma de glicogênio – e por isso precisamos “recarregar as energias” quando acordamos. O café da manhã, por ser a primeira refeição do dia, repõe as energias e nutrientes gastos pelo organismo durante o sono.

O jejum diurno tem sido indicado como um dos principais fatores que ocasionam o sobrepeso. Pesquisadores da Universidade da Califórnia checaram que pessoas que se alimentam pela manhã (com alimentos saudáveis) apresentam o IMC (Índice de Massa Corporal) significantemente menor do que pessoas que não fazem essa refeição ou consomem, neste horário, alimentos gordurosos, como frios, ovos, doces e refrigerantes.

O corpo interpreta o jejum como uma situação de perigo e para se precaver, economiza e armazena energia em forma de gordura para outros momentos de necessidade. Em outras palavras: o metabolismo torna-se lento. Pessoas que passam longos períodos em jejum, normalmente consomem quantidades maiores de calorias e, ao sobrecarregar uma única refeição, contribuem para o ganho de peso.

Esses fatores explicam a relevância do desjejum: o consumo de alimentos saudáveis pela manhã atua no controle do apetite (saciedade) e diminui a compulsão por doces ou outros alimentos industrializados.

Pular o café da manhã também compromete bom o rendimento no trabalho. Sem a reposição de energia e nutrientes pela manhã, as funções cognitivas (raciocínio, memória, atenção, etc.) diminuem. Vale ressaltar que o jejum de mais de 10 horas pode desencadear doenças como a hipoglicemia (caracterizada pela falta de açúcar no sangue) e sintomas como fadiga, fraqueza e mau humor.

Um bom café da manhã deve ser composto por laticínios como leite, iogurte, queijo, pães integrais, cereais ricos em fibras (aveia, farelo de trigo, linhaça) e frutas variadas ou sucos naturais. Os laticínios são ricos em cálcio, os pães integrais e cereais fornecem carboidratos e fibras e, as frutas ou sucos naturais contribuem para o fornecimento de vitaminas e minerais.

Por: AgComunicado