"Manter o corpo em boa forma é dever de todos. Corpo saudável... Pensamentos Saudáveis."

Alho, feno-grego e ginseng podem causar intoxicação no organismo


16/02/2016 - 23:00:00 | 619
 
 
As ervas possuem propriedades tóxicas e as substâncias prejudiciais precisam ser removidas para poderem ser consumidas pelo homem, alerta bióloga

 

O hábito de inserir na alimentação recursos naturais está voltando com força. A farmácia investe em fitoterápicos compostos por frutas, folhas verdes, sementes e diversas fontes ricas em nutrientes e vitaminas primordiais para determinada área do organismo. Mesmo consumindo alguns alimentos e ervas de forma natural obter conhecimento sobre as propriedades evitam possíveis intoxicações e problemas com a saúde.

Pesquisa realizada pela Fundação Oswaldo Cruz sinaliza que mais de duas mil pessoas por ano são envenenadas por plantas no Brasil. As crianças são as principais vítimas, ocupando 60% dos casos. O Centro de Informações Toxicológicas de Santa Catarina (CIT/SC) alerta sobre os casos de pequenas ingestões de plantas que levaram ao óbito.

A especialista Midian Ferreira é bióloga e orienta sobre a ingestão segura de determinadas plantas, além de listar algumas substâncias prejudiciais ao consumo quando ingerida de modo desregrado:

“As ervas possuem propriedades tóxicas e as substâncias prejudiciais precisam ser removidas para poderem ser consumidas pelo homem. Alguns alimentos do dia a dia podem causar desconforto e nem nos damos conta. Um exemplo o alho quando ingerido em excesso. Ervas também tóxicas são utilizadas em tratamentos para disfunção sexual, insônia, e perda de peso, porém precisam ser consumidas com moderação e indicação médica”, explica.

Confira alguns exemplos citados pela especialista:

 

 

Alho Allium sativum:  pode ser usado para o tratamento de  hipoerlipdemia ou hipertensão, porém consumido em excesso causa irritação gastrointestinal, odor corporal e anticoagulação sanguínea

  

 

 

 

Cavacava Piper methysticum: indicada para quem tem ansiedade e insônia, porém consumida em excesso pode causar erupção cutânea reversível com a suspensão, tontura e até mesmo hepatite, cirrose e insuficiência hepática aguda

 

 

 

Feno-grego Trigonella foenum-graecum: suas propriedades aumenta o apetite e promove a lactação, porém em altas doses pode causar hipoglicemia e também tem efeito anticoagulante

 

 

 

 

Ginseng  Panex ginsengou Panex quinquifolium: é recomendado para fadiga, estresse e  melhora do sistema imunológico. Pode provocar efeitos colaterais desagradáveis à saúde, pois em excesso tem efeito contrário, como aumento dos níveis de cortisol, nervosismo, insônia e desconforto gastrointestinal.

 

 

 

Ioimbina Corynanthe yohimbe, usada para disfunção sexual e para perda de peso, mas quando consumida de forma desregrada tem efeitos como alucinações, taquicardia, tremores, hipertensão, irritabilidade, e irritação gastrointestinal.

 
 
 
Referências:
 
Portal Unimed online: http://www.unimed.coop.br/pct/index.jsp?cd_canal=49146&cd_secao=-1&cd_materia=36827
 
Mundo Educação, uol online: http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/biologia/plantas-toxicas.htm
 
Superinteressante online: http://super.abril.com.br/blogs/ideias-verdes/conheca-8-plantas-comuns-no-brasil-que-sao-toxicas/
 
 
Midian Ferreira, Biológa
Empresária, artesã e blogueira no site: www.commaosdeseda.com.br